Estou em Brasília, capital do Brasil. Vocês podem se perguntar o que estou fazendo aqui... Mas explico rapidamente. Reunião da família para a comemoração do aniversário de 80 anos da minha avó.
Como estou aqui na casa de uma tia avó, fico um pouco sem recursos. Mas mesmo assim, corri contra o tempo para poder participar do "Alquimia de Ingredientes" do Blog Eu Mulher. Dessa vez os ingredientes são "Maçã" e/ou "Castanha de caju". Só utilizei maçãs.
Eu achei muito curioso, porque fui ao mercado comprar os ingredientes e só encontrei a farinha em saco de papel. No Rio de Janeiro, só vejo vender farinha em saco de plástico. Cada lugar com suas características no mundo alimentar. Nada é estável... Adoro conhecer a cultura alimentar. Por isso aguardem os próximos posts sobre Brasília - Aonde ir e aonde comer.

Beijos e Até a próxima.


BOLO DE MAÇÃ E GRANOLA
  • 3 ovos
  • 2 maçãs [sem casca cortada em cubinhos]
  • 1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de granola
  • 1/2 xícara (chá) de óleo
  • 1 xícara (chá) de açúcar mascavo
  • 1 colher (café) de canela em pó
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1 colher (café) de bicarbonato

Modo de preparo:
  1. Misturar farinha, açúcar mascavo, canela, fermento e o bicarbonato.
  2. Adicionar o óleo e os ovos, mexer bem.
  3. Colocar a granola, as maçãs e misturar.
  4. Untar a forma com margarina e polvilhar com farinha de trigo.
  5. Levar ao forno pré-aquecido (180ºC) por 25 minutos.

Mais uma opção de cardápio para vocês: Frango Show [frango refogado na cebola e tomate, com requeijão e batata palha] + Creme de milho.
Percebi que isso é o que "mata" o cotidiano de uma dona de casa. "O que é que vou fazer hoje? Estou enjoada de cozinhar isso! Se ontem foi churrasco o que vou fazer para o almoço, se já comi carne e frango?". E muitas mais perguntas rodam a cabeça das donas de casa, e também de todas as pessoas que precisam enfrentar a cozinha diariamente para providenciar o seu almoço ou de toda a família. Por isso, vou tentar montar cardápios e publicar aqui.
O frango foi uma invencionice culinária, talvez seja o resultado de uma mescla de várias receitas que conheço. Já o creme de milho, eu tirei do site do programa Mais Você.

Façam. Satisfação garantida. Enjoy!
Até a próxima.

FRANGO SHOW
  • 2,0 kg de frango [coxa e sobrecoxa]
  • 2 tabletes de caldo de galinha
  • 2 folhas de louro
  • cheiro-verde a gosto
  • 6 colheres (sopa) de azeite
  • 3 dentes de alho amassados
  • 2 cebolas médias picadas
  • 2 tomates picados [sem sementes]
  • 5 colheres (sopa) de molho de tomate
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 1 copo de requeijão
  • Batata palha

Modo de preparo:
  1. Temperar o frango com alho, vinagre, sal e pimenta-do-reino.
  2. Em uma panela, refogar o frango com óleo e caldo de galinha até dourar.
  3. Desfiar o frango grosseiramente. Reservar.
  4. Em uma panela, refogar a cebola e o tomate no azeite.
  5. Adicionar o frango desfiado e misturar.
  6. Acrescentar o requeijão e o cheiro-verde, mexer bem.
  7. Num refratário untado com manteiga, adicionar o frango.
  8. Polvilhar o queijo ralado e colocar a batata palha, levar para gratinar em forno alto.

CREME DE MILHO
  • 1 litro de leite
  • 2 latas de milho verde escorrido
  • 2 colheres (sopa) de amido de milho
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
Modo de preparo:
  1. No liquidificador, bater o leite, o milho, o amido de milho e a manteiga.
  2. Passar o creme por uma peneira e transfira para uma panela.
  3. Leve ao fogo médio, tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto, e cozinhe por 10 a 15 minutos.

Vi a receita dessa torta no programa Sabores da Semana, do site Vamos Cozinhar. Quando dei por mim, já estava copiando em um papel os ingredientes e o modo de preparo. Fui logo fazer, porque o chef que a fez afirmava que ela é a sensação do seu estabelecimento. Desejo gritante dentro de mim: Eu preciso provar!
Apesar de não ser muito adepta de pegar uma banana e comê-la, eu adoro receitas que a tenham [cada um com sua loucura né? Só como banana dentro de preparações, mas pura eu não como mesmo].
Essa torta possui 4 camadas de sabor e texturas diferentes. Não fica extremamente doce! Bom, porque conforme vamos comendo não ficamos enjoadas. Aproveitamos cada pedacinho!

TORTA DE BANANA COM CREME DE CHOCOLATE E DOCE DE LEITE

Ingredientes

* massa da torta:
  • 2 pacotes de biscoito maizena triturado
  • 2 xícaras (chá) de manteiga [em temperatura ambiente].
* creme de chocolate:
  • 2 e 1/2 xícaras (chá) de creme de leite fresco
  • 3 xícaras (chá) de doce de leite em pasta
  • 3 e 1/2 xícaras (chá) chocolate meio amargo ou chocolate do leite picado
  • 6 bananas prata
* chantilly
  • 2 e 1/2 xícaras (chá) de creme de leite fresco
  • 3 e 1/2 colheres (sopa) de açúcar refinado
Obs: Usei o Chantily de caixinha.

Modo de preparo

* massa da torta
Triture as bolachas com a ajuda de um liquidificador ou de um processador. Adicione a manteiga e misture com as mãos. Se a massa demorar muito para incorporar, adicione fios de água para acelerar o processo. Amasse bastante até que ela não grude na bacia ou nas mãos. Depois de pronto, espalhe na forma de fundo falso, sempre do centro para os laterais. Levar ao forno pré-aquecido a 175ºC por 20 minutos.

* creme de chocolate
Coloque o chocolate picado em uma bacia e reserve um pouco para decorar. Aqueça o creme de leite em fogo médio (não deixe ferver), coloque na bacia de chocolate para derreter e misture bem até ficar bem homogêneo. Leve à geladeira até por 15 minutos para esfriar, mas evite que ele fique duro.

Corte as bananas e reserve.

* chantilly
Bata o creme de leite e o açúcar até atingir uma consistência firme.

* montagem
A massa da torta deverá estar fria para montar a sobremesa. Forre a base da torta com uma camada generosa de creme de chocolate e adicione uma camada de bananas cortadas. Coloque o doce de leite e outra camada de banana e finalize com o chantilly. Decore com as raspas de chocolate e leve à geladeira.


Desde que vi esse cookie no programa Mais Você, apresentado pela Ana Maria Braga, nunca mais fui a mesma. Essa receita foi um divisor de águas para o meu mundo de orgia alimentar. Esse cookie é espetacular! Não há melhor!
Sempre que faço, ele não dura muito por aqui. Ele é o verdadeiro cookie americano de chocolate.
Como o programa de tv conseguiu? Não foi porque descobriram a fórmula mágica. A história foi mais ou menos assim...

"Um conhecido da Ana Maria Braga foi passar férias nos Estados Unidos. Lá comeu um cookie de chocolate na "Neiman-Marcus". Achou-o tão gostoso que perguntou se podiam dar a receita. Eles disseram que só vendiam. Entendeu que seria por um preço barato. Deu o cartão de crédito. Ao chegar o Brasil e ver a fatura do cartão percebeu que tinham cobrado uns 250 dólares. Ligou para eles e reclamou. Mas a postura foi de: eu só lamento pro senhor. Comprou, sem possibilidade de devolução. No auge de sua revolta, decidiu divulgar a receita. Qual seria o melhor meio de comunicação para fazer isso? Um programa de culinária.

Lamento muito pelo desfalque que ele sofreu, porém tudo isso no final foi bom. Porque temos acesso a essa receita! [sei que estou sendo egoísta, mas nesse momento escrevo com o estômago. Não com o coração]. :)
Façam esse cookie. Não vão se arrepender. Talvez se arrependam um pouco... Porque vão comer tantos, que depois a consciência nos cobra pelo momento de gula.

Enjoy. Até a próxima

COOKIES DE CHOCOLATE [NEIMAN-MARCUS COOKIES HOUSE RECIPE]

Ingredientes:

- 2 xícaras (chá) de manteiga
- 2 xícaras (chá) de açúcar
- 2 xícaras (chá) de açúcar mascavo
- 4 ovos
- 2 colheres (sopa) de baunilha
- 4 xícaras (chá) de farinha de trigo
- 5 xícaras (chá) de aveia liquidificada (meça a aveia e depois liquidifique até convertê-la em pó)
- 1 colher (café) de sal
- 2 colheres (sopa) de fermento em pó
- 2 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio
- 3 xícaras (chá) de nozes picadas [já fiz substituindo as nozes por castanha de caju e amendoim]
- 1 kg de chocolate meio amargo em cubos pequenos

Modo de preparo:

1- Numa batedeira coloque 2 xícaras (chá) de manteiga, 2 xícaras (chá) de açúcar, 2 xícaras (chá) de açúcar mascavo e bata até formar um creme. Adicione 4 ovos, 2 colheres (sopa) de baunilha e bata bem. Desligue a batedeira e transfira a mistura para uma tigela grande.
2- Junte 4 xícaras (chá) de farinha de trigo e misture bem com o auxílio de um batedor de arame. Acrescente 5 xícaras (chá) de aveia liquidificada (meça a aveia e depois liquidifique até convertê-la em pó), 1 colher (café) de sal, 2 colheres (sopa) de fermento em pó, 2 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio e misture bem. Agregue 3 xícaras (chá) de nozes picadas e 1 kg de chocolate meio amargo em cubos pequenos até formar uma massa.
3- Com as mãos faça pequenas bolinhas do tamanho de 1 colher de sopa (com +/- 32 g) e vá arrumando as bolinhas numa forma distante 5 cm umas das outras. Leve ao forno pré-aquecido a 200 graus por 10 minutos. (elas vão se expandir no forno e ficar com formato de bolacha ou cookies).



Essa receita une duas coisas que a maioria das pessoas gostam: Bolo e Pudim.
Antigamente era quase lei, na maioria das casas, o seguinte cardápio no domingo: macarronada com frango assado, tendo como sobremesa bolo e pudim. Mas o que acontecia na hora da sobremesa, era que as pessoas queriam comer esses dois juntos de propósito. A combinação da cremosidade do pudim com a textura encorpada do bolo sempre foi imbatível!
Portanto, algum gênio uniu o útil ao agradável e fez a receita do bolo pudim!

Quem come uma vez, sempre quer comer mais... Até a próxima. Beijos

BOLO PUDIM

Ingredientes para o bolo:
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 3 ovos (claras separadas)
  • 3 colheres (sopa) manteiga ou margarina
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
Ingredientes do pudim:
  • 4 ovos
  • 1 lata de leite condensado
  • 2 latas de leite
Ingredientes para a calda:
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 1 xícara (chá) de água
Modo de preparo:

CALDA:
  1. Misture o açúcar e a água. Levar ao forno micro-ondas, potência alta, por 12 minutos. Assim que retirar, despejar a calda derretida em uma forma redonda e alta, com furo no meio. Caso não tenha micro-ondas, pode fazer no fogão. Levando ao fogo e mexendo até dar o ponto. Caramelizando a forma em seguida.
BOLO:
  1. Bater o açúcar, a margarina ou manteiga, e as gemas.
  2. Adicionar o leite e bater novamente.
  3. Acrescentar a farinha e o fermento em pó e bater.
  4. Por último, colocar as claras em neve e incorporá-las delicadamente.
  5. Reservar.
PUDIM:
  1. Bater todos os ingredientes no liquidificador até obter uma mistura homogênea.
MONTAGEM:
  1. Colocar a mistura de bolo na forma [que já foi caramelizada].
  2. Pôr a mistura de pudim sobre a massa do bolo.
  3. Assar em forno pré-aquecido a 200ºC, em banho-maria, por aproximadamente 1 hora.
Sobras de carne moída não se jogam fora. Depois da invenção do congelador tudo ficou mais fácil. Basta colocar em potes e esperar o momento certo de usar. O que não falta são receitas para utilizar carne moída. Se sempre tivermos que fazer a carne moída para depois fazer a receita, ela deixa de ser tão rápida. Atualmente, tempo é descanso.

Essa torta é bem gostosa. Apesar da massa ser feita no liquidificador, o sabor não é o mesmo das que já publiquei aqui. Cada uma tem um toque diferente.

Então, não deixem de guardar as sobras. Porque quem guarda, em momentos de emergência sempre terá uma carta na manga que vai te tirar do aperto.

Até a próxima. Beijos

TORTA DE CARNE MOÍDA

Ingredientes:
  • 1 xícara (chá) de óleo
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 4 ovos
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • azeite e farinha de trigo para untar
Recheio:
  • carne moída.
  • se quiser pode fazer com frango desfiado refogado em um molho feito com cebola, tomate e azeitona.
Modo de preparo:
  1. No liquidificador, bata todos os ingredientes da massa, acrescentando a farinha aos poucos até a mistura ficar homogênea.
  2. Untar uma fôrma retangular média com azeite e farinha, despeje a massa e distribua o recheio por cima.
  3. Leve ao forno médio, pré-aquecido, por 30 minutos ou até dourar.

Banana estragando na fruteira? Isso acontece frequentemente aqui em casa. Sempre acho que vamos consumir a dúzia de bananas que compro, mas no final sempre tem algumas ficando passadas demais. A solução mais prática que tenho é fazer essa cuca de banana. Adoro esse bolo! Mais prático que isso? Só dois disso!

Uma coisa que curto são casquinhas. Partes crocantes em bolos, tortas, etc. Essa cuca de banana tem essa característica. Uma casquinha sobre toda a superfície feita de açúcar e canela. Vale a pena fazer.

Até a próxima. Beijos

CUCA DE BANANA

Ingredientes para a massa:

  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 1 1/2 colher (sopa) de manteiga
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó

Ingredientes para a cobertura:

  • bananas prata ou d'água cortadas
  • açúcar
  • canela em pó

Modo de preparo:

1. Bater bem a manteiga com o açúcar e, sempre batendo, junte o leite e o fermento e a farinha de trigo. Misturar até adquirir uma massa homogênea.

2. Espalhar a massa em um tabuleiro untado com manteiga e enfarinhado.

3. Polvilhar o bolo com um pouco de açúcar e canela.

4. Sobre toda a superfície da massa arrume as fatias de bananas e torne a polvilhar com açúcar e canela.

5. Assar em forno médio, pré-aquecido, até dourar.

P.S: Pode polvilhar castanha de caju.



Quando só tem filé de frango no meu estoque, sempre penso o que posso fazer de diferente com ele e que fique gostoso. Porque o grande problema é que esse ingrediente não é tão simples de fazer ficar suculento e saboroso. Ele tem uma certa tendência a ficar seco e um pouco sem tempero.
Claro que já tenho receitas boas para fazer, mas tem vezes que queremos variar!
Por causa disso, comecei a "caçar" receitas pelos blogs de culinária.... Depois de entrar em vários, uma receita chamou-me a atenção: Filé de frango com alecrim e laranja. Eu queria comer uma preparação com molho e esse tinha o que eu queria. Uma calda grossa que cobria os filés! Além disso, fazia uma combinação interessante: Alecrim e Laranja.
Realmente é uma delícia. Já entrou para a minha lista!

Aproveitem cada pedaço. Muy bueno. Beijos

P.S: Recomendo para acompanhar uma salada crua de repolho.

FILÉ DE FRANGO COM ALECRIM E LARANJA

  • 2 peitos de frango inteiros
  • 2 colheres (sopa) cheias de manteiga
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1/4 xícara (chá) de vinho branco
  • 1/2 xícara (chá) de suco de laranja
  • 2 colheres (sopa) de suco de limão
  • 1/2 ramo de alecrim
  • 2/3 xícara (chá) de água
  • 1 cubo de caldo de galinha
  • farinha de trigo para empanar
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
Modo de preparo:
  1. Cortar os peitos de frango em filés.
  2. Colocar cada pedaço entre 2 sacos plásticos e bater com martelo de cozinha.
  3. Tempere-os com sal e pimenta-do-reino.
  4. Depois que os filés ficarem um tempo no tempero, passá-los na farinha de trigo e retirar o excesso.
  5. Em uma frigideira, acrescentar a manteiga, o azeite e o alecrim. Quando estiver borbulhando, acrescentar os filés aos poucos, e em fogo alto, doure-os dos dois lados. Se for preciso vá retirando os filés [colocando num refratário] para dar espaço para dourar os filés restantes.
  6. Acrescentar o vinho branco na mesma frigideira, sem desprezar o caldo restante [depois de ter dourado os filés]. Misturar. Colocar os filés de volta na frigideira. Deixar um tempo até evaporar.
  7. Adicionar o suco de laranja e o de limão.
  8. Cozinhar até obter uma calda grossa.
  9. Acrescentar o caldo de galinha dissolvido em 2/3 de xícara (chá) de água quente.
  10. Cozinhar em fogo médio até obter a consistência desejada de molho.
  11. Se necessário, temperar com sal e pimenta.
Obs: Receita adaptada do blog Pitadinhas. Se quiser ver a receita original, CLIQUE AQUI.


Estava na minha casa de praia e não sei se fui influenciada pelo clima [árvores, passarinhos, ar puro, ...], mas deu-me uma vontade de comer um doce simples e tradicional. Doce feito no tacho com colher de pau! O cheiro que emana, durante o preparo, me fazendo lembrar dos tempos em que corria descalça e subia nas árvores. Tudo bem que ainda continuo andando descalça... Só pulo essa parte do correr, porque não sou nada atlética. Só a palavra correr, já me cansa. :)
Mas voltando ao assunto... Inspirada pelos ares, fui para a cozinha fazer esse belo doce de abóbora com coco. A sorte foi que consegui comprar uma abóbora sequinha, sem estar com aquela cara de aguada. Isso já garante em 50% que o doce vai ficar gostoso, porque o resto é por minha conta.

A receita que usei, encontrei no blog The Cookie Shop. Mas a origem mesmo não é desse blog, mas do caderno de receitas de Palmirinha Onofre [excelente culinarista que apresentava o programa TV Culinária]. De acordo com a Paula [dona do blog the cookie shop], ela adaptou a
receita do doce de abóbora, já que no site do programa não está muito bem explicado. Eu fiz conforme está no blog e ficou NOTA DEZ.

Aproveitando a situação. Eu vou utilizar essa receita para participar do "Alquimia de Ingredientes" - passatempo do Blog Eu Mulher. Os novos ingredientes são abóbora e/ou gengibre. Não deixem de conferir.

Fico por aqui. Até a próxima. Beijos


DOCE DE ABÓBORA COM COCO

  • 1 kg de abóbora vermelha, descascada e cortada em cubos
  • 500g de açúcar
  • 2 paus de canela
  • 6 cravos-da-índia
  • 1/2 xícara(chá) de coco ralado [usei do pacotinho, mas pode ser fresco]
Modo de preparo:

Numa panela grande, coloque a abóbora, o açúcar, a canela e os cravos. Leve ao fogo médio, mexendo sempre, até a abóbora começar a soltar água e umedecer o açúcar. A partir daí, abaixe o fogo e vá mexendo de vez em quando. Quando a abóbora tiver desmanchado e a calda tiver engrossado um pouco (leva uns 35 a 45 minutos), junte o coco e deixe mais uns 10 minutos em fogo baixo. Deixe esfriar e guarde em pote com tampa na geladeira.


Talvez muitos nem leiam o post. Porque só de saber que uma das receitas é de fígado, só vai fazer ARGHHHHH... :)
Mas cá entre nós, eu não entendo o porquê desse ódio mortal. Fígado é gostoso! Possui um sabor forte e peculiar, mas isso não quer dizer que é ruim. Tem muitos que dizem que não gostam, porém nunca provaram. Nem tentam por causa da má fama da pobre víscera! Deixem o preconceito de lado. Façam esse fígado e depois me digam o que acharam. Aposto que vão deixar o Arghh pra lá e só vão fazer Hummmmm.....

A torta de cebola é uma tradicional torta de liquidificador. O diferencial é que tem cebola na massa e no recheio. Não fica um sabor forte de cebola. Lembra a torta napolitana, já que também leva tomate, queijo e orégano.

Beijos. Enjoy!

FÍGADO ACEBOLADO À VENEZIANA

  • 600g de fígado bovino
  • 2 cebolas grandes
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 colher (sopa) de salsa picada
  • sal a gosto
  • pimenta a gosto
Limpe o fígado e corte-o em fatias finas. Corte as cebolas em fatias e refogue-as em uma frigideira com azeite e manteiga em fogo muito baixo por cerca de 1 hora, mexendo de vez em quando.
Depois desse tempo, acrescente o fígado, tempere com sal e pimenta e cozinhe por 5 minutos em fogo alto.
Ao fim do cozimento, salpique o fígado com a salsa picada e sirva imediatamente.

[fonte: livro A grande cozinha: carnes vermelhas, Abril Coleções]

TORTA DE CEBOLA

Ingredientes:
  • 1 cebola picada
  • 2 xícaras (chá) de leite
  • 1 xícara (chá) de óleo
  • 4 ovos
  • sal a gosto
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de maisena
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • margarina para untar
Recheio
  • 2 tomates cortados em rodelas
  • 1 cebola cortada em rodelas
  • 200g de queijo mussarela fatiado
  • sal e orégano a gosto
Modo de preparo:
  1. No liquidificador, bata a cebola, o leite, o óleo, os ovos e sal até a cebola desmanchar e formar uma mistura homogênea.
  2. Acrescente os demais ingredientes da massa e bata bem.
  3. Despeje metade da massa em uma fôrma untada, coloque as rodelas de tomate, as de cebola, sal, orégano e a mussarela.
  4. Cubra com o restante da massa e leve ao forno, pré-aquecido, por 30 minutos.
  5. Retire e sirva.
[fonte: revista Puro sabor- tortas de liquidificador, Ano 2, Nº7, Editora Alto Astral]
Doce gostoso e prático é o que todo mundo quer na vida. Sabe a frase "você me dá um limão, eu faço uma limonada"? Eu acho melhor vocês começarem a pensar na possibilidade de fazer essa musse de limão.
Essa sobremesa é muito leve e não muito doce. O uso das claras em neve é o diferencial.
Achei muito gostosa! Eu sei que escrevo isso o tempo todo, porém essa receita é, realmente, ultra mega power rápida. :)
Beijos. Enjoy!

MUSSE DE LIMÃO

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 1/2 xícara (chá) de suco de limão
  • 3 claras
Bater as claras em neve e reservar. Misturar o leite condensado e o creme de leite até obter um creme homogêneo. Depois disso, adicionar o suco de limão e bater bem. Por último, incorporar as claras em neve ao creme até obter uma mistura homogênea. Levar para gelar.

fonte da receita: revista culinárias sem segredos - doces de travessa (case editorial)


Essa foi a primeira vez que fiz nhoque na minha vida. Confesso que fiquei tensa. Achei que era uma tarefa tranquila até ler a receita. Lá diz que não pode sovar muito, porque se o fizer a massa fica pegajosa. Além disso, para completar o quadro de tensão, chega a minha avó [a cozinheira oficial de nhoque da família] que começou a questionar o porquê de não estar usando manteiga. Eu li e reli a receita procurando algum indício deste ingrediente. Não achei nada! Aí já comecei a achar: "vai ficar horrível! vai ficar sem gosto! Será que sovei muito?". Enquanto tudo isso acontecia, eu já estava formando os nhoques.
Chega o momento de verificar se tudo foi bem: jogar o nhoque na água quente. Eu não sei se os primeiros demoram a subir. Só sei que olhava pro fundo da panela e via os nhoques circulando, porém nada de boiar. Tensão! Comecei a enlouquecer e ficar falando alto: "Sobe Nhoque! Sobe Nhoque!". Cantei a tarantela! E finalmente, as minhas preces às Mammas italianas foram atendidas. Os nhoques começaram boiar e a ser retirados da água quente. Provei e estavam numa consistência excelente. Suspirei aliviada. Deu certo! Fiquei toda orgulhosa. :)
Recomendo a todos fazer essa massa tão famosa. Não é difícil, só deve-se ficar atenta (o) a alguns detalhes.
Até a próxima. Bom feriadão! Beijos

NHOQUE DE BATATA
[receita retirada do livro A Grande Cozinha - Massas da Abril Coleções]

Ingredientes:
  • 1 kg de batatas (as de polpa mais seca se possível)
  • 250g de farinha de trigo
  • noz-moscada e sal a gosto
obs: 1 xícara (chá) de farinha de trigo = 120g

Modo de preparo:
  1. Lavar as batatas, colocá-las numa panela com água fria e levar à fervura, deixando cozinhar. Quando estiverem macias, escorre-las, retirar as cascas e passar pelo amassador. OBS: para cozinhar as batatas no micro-ondas, deve lavar as batatas e descascá-las. Depois colocar num saco transparente com um pouco de água. Fechar o saco e furá-lo com um garfo. Tirar o ar da saco e colocá-lo num recipiente que possa ir ao forno micro-ondas. Deixar por 10 minutos na potência alta. Se espetar com um garfo e ainda estiver dura, pôr para cozinhar por mais alguns minutos. Assim que estiverem cozidas, passar as batatas pelo espremedor.
  2. Colocar o purê sobre uma mesa ou local que vá trabalhar a massa.
  3. Acrescente os demais ingredientes e misture rapidamente a massa. Não se deve sovar por muito tempo a mistura para não liberar o amido da batata, resultando numa massa desagradavelmente pegajosa.
  4. Divida a massa em pedaços e role-os sobre a mesa enfarinhada, formando bastões longos de espessura de um dedo mínimo.
  5. Corte em pedaços de 2 cm. Role cada pedaço pelas costas de um garfo, apertando levemente com o polegar para fazer os riscos característicos.
Atenção!
  1. É importante salpicar com um pouco de farinha os nhoques para evitar que grudem.
  2. Cozinhe-os em bastante água fervente salgada, um pouco de cada vez.
  3. Os nhoques estarão cozidos quando subirem à tona. Nesse momento retire-os delicadamente com uma escumadeira e sirva bem quente com o molho de sua preferência.
Truques e Conselhos
  1. O mais importante ao fazer nhoques é utilizar a menor quantidade de farinha de trigo possível para que eles fiquem macios e leves e, portanto, com melhor textura e sabor. No entanto, não se deve amolecer demais a massa.
  2. Se a qualidade de batatas não for a ideal para nhoques, pode-se acrescentar 1 ovo e um pouco de fécula de milho [no momento de misturar todos os ingredientes] - já que esses dois itens agregam sabor, firmeza e resistência ao preparo.

PARA O MOLHO VERMELHO:
Utilizei alho, polpa de tomate, pitada de açúcar, sal, manjericão e um fio de óleo. Refogar o alho no óleo. Adicionar a polpa de tomate. Acrescentar um pitada de açúcar [para reduzir a acidez da polpa], o sal e o manjericão. Assim que estiver pronto, jogar sobre os nhoques.



O ditado " A pressa é inimiga da perfeição", não combina com a receita do post de hoje. Rápida e fácil de preparar, e ainda mais fácil na hora de comer.
Depois que vi a confecção deste arroz no Mais Você [programa de tv], ele virou sensação aqui em casa. Sempre que estou enrolada, ele vira a salvação. Tendo uma panela de pressão e os ingredientes à mão, você poderá inflar os pulmões e dar uma de Scarlett O´Hara: "Jamais passarei fome novamente!".
É isso pessoal. Boa dica para o feriado que vem por aí. Aproveitem o sol! Nestas épocas deve reinar na cozinha a praticidade aliada à rapidez.
Enjoy! Beijos

ARROZ DE FRANGO RAPIDINHO
[receita retirada do site Mais Você, se quiser ver CLIQUE AQUI]

Ingredientes:
  • 1 kg de frango cortado em pedaços
  • 2 dentes de alho picados
  • 1/4 xícara (chá) de vinagre
  • 2 folhas de louro
  • sal a gosto
  • 4 colheres (sopa) de óleo
  • 1 cebola grande picada
  • 2 cubos de caldo de galinha esfarelados
  • 1 colher (sopa) de colorau
  • 2 xícaras (chá) de arroz, tipo agulhinha, lavado e escorrido
  • 1/2 pimentão vermelho cortado em cubinhos
  • 1 cenoura média cortada em cubinhos
  • 1 xícara (chá) de vagem cortada em rodelinhas
  • 1 lata de milho verde [sem o líquido]
  • 3 1/2 xícaras (chá) de água quente
  • cheiro verde picado a gosto
Modo de preparo:
  1. Numa tigela, tempere o frango com alho, vinagre, louro e sal. Reservar.
  2. Numa panela de pressão [sem tampar], aqueça o óleo e refogue o frango até dourar.
  3. Acrescente a cebola, caldo de galinha esfarelado, colorau, arroz tipo agulhinha, pimentão vermelho, cenoura, vagem, milho verde e água quente.
  4. Feche a panela, leve para o fogo médio e assim que a panela pegar pressão, abaixe o fogo e deixe cozinhar por mais 5 minutos.
  5. Desligue o fogo, deixe a panela de pressão repousar [sem retirar a pressão, deixando-a sair naturalmente] e abra a panela apenas por 20 minutos.
  6. Salpique cheiro verde a gosto. Sirva a seguir.

Mais um bolo para comprovar o meu vício. Sou uma Bolólotra!
Estava faz um tempo querendo fazer um bolo de ameixa, mas que usasse o fruto seco. Idéia fixa! Tudo por causa de um magnífico bolo que comi em uma pousada de Tiradentes. Não ficou idêntico, porque não consegui descobrir com o que molhavam o bolo. Porém, chegou bem perto.
O resultado foi DEZ. Esse bolo exala um odor enquanto assa... Um perfume de ameixa que invade a casa. Para quem gosta do fruto [como eu], quase delira. A cobertura dava pra comer de colher, sem nem precisar do bolo. A combinação dos dois [massa e recheio] é de comer ajoelhado, fazendo hummmm....
Só tenho uma consideração a fazer. Esse bolo é doce! Quem curte receitas com pouco doce, recomendo apenas comer uma pequena porção. Porque esse bolo ficou gostoso demais para não ser feito.
É isso, meninas e meninos. Até a próxima. Enjoy!

BOLO DE AMEIXA

Ingredientes:
  • 2 ½ xícaras (chá) de açúcar
  • 3 ovos (claras e gemas separadas)
  • 3 colheres (sopa) de margarina
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 3 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 250 g de ameixa seca
  • ½ xícara de água
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó químico
  • margarina e farinha de trigo para untar e enfarinhar a fôrma
Calda:
  • Calda de ameixa [preparada e reservada]
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 caixinha de creme de leite [200g]

Modo de preparo:
  1. Em uma panela, colocar ½ xícara (chá) de açúcar. Levar ao fogo alto, esperar o açúcar derreter e ficar com cor caramelo. Adicionar a água. Dissolver o açúcar na água até obter a consistência líquida. Acrescentar as ameixas. Mexer de vez em quando até adquirir uma calda de ameixa.
  2. Retirar as ameixas e reservar a calda. Picar as ameixas e reservar.
  3. Na batedeira, bater o açúcar, as gemas e a margarina até obter um creme claro. Aos poucos, juntar o leite, as ameixas e a farinha de trigo. Adicionar o fermento em pó e bater bem. Reservar.
  4. Bater as claras em neve, e incorporar a massa delicadamente.
  5. Untar e enfarinhar uma fôrma, despejar a massa e levar ao forno médio, pré-aquecido, por cerca de 40 minutos.
  6. Para a calda: misturar todos os ingredientes. Levar ao fogo até ferver. Desligar o fogo e esperar esfriar.
  7. Colocar a cobertura sobre o bolo e servir.
  8. Se quiser pode polvilhar coco ralado.



Dentre os legumes, a batata é o mais apreciado. Difícil alguém dizer que não gosta! Formas de comer a batata são várias. Porém essa que sugiro é a versão recheada.
Acho que todo mundo já comeu uma batata com recheio [basta ir à famosa loja "Batata Inglesa"] e ficou com desejo de comer outras vezes. A batata fica inteira e o recheio em seu interior. Acho o visual fantástico!
Não é nenhum bicho de 7 cabeças. O recheio pode ser do que quiser. Qualquer sobra de carne, frango, ou presunto com queijo, etc... Nessa vez, usei atum e requeijão.
Faça arte! Cozinhe o sete.
Até a próxima. Beijos


BATATA RECHEADA

Ingredientes:
  • 7 batatas médias
  • 1 lata de atum [escorrido]
  • 1 colher (sopa) de margarina
  • 3 colheres (sopa) de requeijão
  • sal a gosto
  • cheiro-verde a gosto
  • 1 pacote de sázon amarelo [opcional]
  • queijo parmesão ralado para polvilhar
Modo de preparo:

1. Lavar as batatas em água corrente. Secá-las e furar com um garfo, em torno de 2 a 4 vezes. Colocar em um refratário [com a parte furada voltada para cima], cobrir com papel toalha e levar ao forno micro-ondas [potência alta] por 10 minutos.
2. Cortar, com auxílio de uma faca, uma parte da batata [fazendo um corte, com a batata deitada, para obter uma "tampa"]. Com a batata ainda quente, retirar, com o auxílio de um colher, o interior. Cuidado para não furar o fundo da batata com a colher. Reservar a massa de batata que retirar de todas as batatas. Reservar as batatas vazias. As "tampas" de batata podem ser jogadas fora.
3. Para fazer o recheio, misturar à massa de batata ainda morna, a margarina, o requeijão, o atum, o sal, o sázon (opcional) e o cheiro-verde. Misturar bem até obter uma massa de consistência pastosa.
4. Rechear as bem as batatas. Colocar em um refratário. Polvilhar com o queijo ralado. Levar ao forno para gratinar. Servir.

Essa batata fica um verdadeiro charme.