O Natal já aconteceu e só agora consegui ter tempo de poder escrever aqui no blog. Apesar disso, desejo a todos muitas felicidades e que o Natal de todos tenha sido repleto de alegrias e guloseimas esplêndidas.
Foi super corrida essa minha semana. Trabalhei vários dias no hospital e nem tive tempo de descansar! Tanto que minha única contribuição foi esse bolo de nozes e doce de leite.
Essa receita que escolhi foi inspirada na do site da mdemulher e após fazê-la eu percebi que o bolo é bem saboroso, porém não colocaria tanto recheio como manda. Ficou muito doce (eu sempre prefiro bolos e sobremesas não muito doces). Portanto, eu recomendo colocarem menos recheio. A massa de nozes é maravilhosa. Sobre a decoração... A falta de tempo foi cruel. Por isso, optei por fazer algo clássico. Cobertura com merengue, na base coloquei nozes moídas grosseiramente e para finalizar peças decorativas compradas prontas (árvore, papai noel e boneco de neve).
É isso pessoal. Enjoy! Feliz Natal!!!

BOLO DE NOZES E DOCE DE LEITE


Massa:

  • 100g de manteiga
  • 2 xícaras (chá) de açúcar
  • 5 gemas
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) rasa de fermento em pó
  • 1 e 1/2 xícaras (chá) de nozes picadas
  • 5 claras em neve
Recheio:
  • 300g de doce de leite cremoso
  • 1 caixinha de creme de leite
  • miolo do bolo
Cobertura: Merengue! Não sabe fazer? É a mesma do bolo tentação. Basta clicar aqui para pegar.

Modo de preparo

Massa: Bater a manteiga e o açúcar até obter um creme. Continue batendo e junte as gemas (uma a uma). Acrescentar o leite, a farinha e o fermento. Misturar as nozes e, por último, agregar as claras em neve delicadamente. Colocar em uma fôrma de 20cm de diâmetro, untada e enfarinhada. Assar no forno preaquecido a 200ºC, por cerca de 35-40 min.
Cortar uma tampa do bolo (de cerca de 1/3 da altura do bolo) e reserve. Cavar o bolo no meio, deixando uma borda de 2 cm nas bordas e no fundo.

Recheio: Esfarelar o bolo retirado (o miolo), misturar o doce de leite e o creme de leite. Preencher a cavidade como recheio e colocar a tampa. Cobrir com filme plástico e levar à geladeira por 1 hora.

Cobertura: Após fazer a cobertura conforme o recomendado, cobrir o bolo e decorá-lo com nozes.
Fui convidada pela amiga Fabiola (do blog Brie com Goiabada) para participar de uma blogagem coletiva. A ideia é relembrar alguns momentos do blog, como o post mais belo ou o mais popular.
Essa é uma bela forma de recordar o que fiz. 

Então, lá vou eu....

1º - O post que mais me orgulho

Por se tratar da minha primeira receita publicada no blog, tenho muito orgulho dela. Foi o ponta pé inicial.     Este "Bolo de Limão com Suspiros" ficou delicioso! 



2º - O post mais belo

Considero-o o mais belo pelo conjunto da obra. Neste post, temos a história da origem dos donuts + uma versão mais saudável de donuts (geralmente são fritos)  + uma receita deliciosa + fotos legais dos donuts. Fiquei super satisfeita com o resultado. Recomendo "Donuts Assados"!



3º - O post mais útil

Essa postagem sobre "Onde comprar utensílios de cozinha na internet" foi e ainda é bastante acessado. Creio que foi um grande auxílio para as amantes da culinária.

   

4º - O post que o sucesso me surpreendeu + 5º - O post mais popular

Essa receita de "Creme de Leite Condensado e Gelatina" é a receita mais acessada no meu blog. Já passaram das 5000 visualizações! Esse sucesso, essa popularidade me surpreendeu bastante. Dentre tantas receitas mais bonitas e/ elaboradas, a que causa mais impacto é uma básica com gelatina. Por este motivo, coloquei essa postagem no 4º e 5º item dessa blogagem. 



6º - O post que não teve o sucesso e a atenção que merecia

Já fiz esse "Bolo Tentação" mais de uma vez aqui em casa e o sucesso é sempre absoluto. Chegaram a me dizer que esse era o melhor bolo que já haviam provado na vida! Mas no blog, esse post teve menos de 200 visualizações. Uma pena... As pessoas não sabem o que estão perdendo...



7º - O post mais controverso

Não foi fácil achar um post controverso no blog. Mas creio que esse seja o que mais possa se enquadrar aqui. Esse vídeo nos coloca para pensar sobre a forma como estamos lidando com a natureza, com as nossas próprias vidas diante desse crescimento acelerado das grandes cidades. Devemos cultivar um mundo melhor. Vale à pena ver de novo, ainda mais com a trilha sonora de Cold play.



Para essa blogagem coletiva ter continuidade é preciso que eu indique 5 blogs para participar (é opcional! Só entra quem quiser. Sem pressão!).
Portanto, eu convido:
- Lilica, do blog Lilica Gourmet
- Juliana, do blog Sem pressa...
- Rose Oliveira, do Cozinha & Cia
- Janaína, do Cantinho da Jana
- Ana Kaddja, do blog Eu Mulher

É isso. Gostaram desse momento retrô? Até mais.





Receitas com peito de frango são sempre uma dúvida para mim. Sempre me pergunto se não vai ficar seco ou com sabor sem graça (o famoso gosto de nada com coisa nenhuma). Mesmo assim, eu me arrisco. Faz parte da vida de quem gosta de testar novas receitas e conhecer novas combinações.
Desta vez, eu escolhi fazer cubos de peito de frango com abobrinhas. Fiz algumas alterações na receita original (do livro Carnes Brancas, Coleção A Grande Cozinha), porque nem sempre tenho tudo no estoque. Nessas épocas de final de ano, todos os lugares da face da Terra ficam intransitáveis. Acabo ficando em casa, catando os ingredientes que tenho...hehe

  • 1 Kg de peito de frango cortado em cubos
  • 1 cebola média picada
  • 1 abobrinha grande - tipo italiana
  • 200 mL de água fervente
  • 1 caldo de legumes
  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • sal e pimenta a gosto
Temperar o peito de frango a gosto (temperei com sal, alho, manjericão e hortelã). Deixar repousar por 15 minutos.
Cortar a abobrinha em rodelas finas. 
Numa panela ou frigideira, aquecer o azeite e dourar a cebola. Acrescentar o peito de frango e deixar dourar levemente.
Dissolver o caldo de legumes na água fervente. Adicionar metade do caldo de legumes à panela com a carne de frango. Cozinhe por mais 5 minutos, mexendo de vez em quando.
Despejar o caldo restante, juntar a abobrinha em rodelas. Deixar cozinhar até quase secar o líquido que está na panela. Ajustar o sal e adicionar uma pitada de pimenta do reino. Servir.



Sempre achei que soubesse fazer ovos mexidos... Na verdade, achei que até o maior zero à esquerda na cozinha soubesse fazer ovos mexidos! Mas tudo foi ao chão quando adquiri o maravilhoso livro "Todas as Técnicas Culinárias - Le Cordon Bleu". 
No capítulo "Como cozinhar ovos", há a explicação técnica para fazer ovos mexidos. Conforme lia, eu percebia que nunca havia comido verdadeiros ovos mexidos (É isso mesmo, mamãe... Eu precisava falar a verdade.rs)
De acordo com o livro, o segredo para fazer ovos mexidos cremosos e perfeitos consiste em cozinhá-los em fogo baixo e mexer pacientemente sem parar. Nunca se deve fazê-los rapidamente, porque ficarão duros e borrachudos. 
Depois que provei, vi que isso era a mais pura verdade! Os ovos mexidos ficaram sempre com uma consistência cremosa. Jamais serei a mesma! 

É isso aí, pessoal. Tentem fazer os ovos deste jeito. Até...


Para duas porções, use 4 ovos, 2 colheres (sopa) de leite ou creme de leite e temperos a gosto.

Modo de preparo:
  1. Ponha os ovos em um recipiente com o leite ou creme de leite e tempere com sal e pimenta a gosto. Bata por 1 minuto. Os temperos evitam que fiquem raiados.
  2. Derreta a manteiga o suficiente para cobrir o fundo da frigideira. Quando a manteiga estiver espumando, despeje a mistura de ovos.
  3. Mexa sem parar com uma colher de pau em fogo baixo por 5-8 minutos, e por mais 1-2 minutos fora do fogo. Sirva imediatamente.
COMPRAS! Cheguei ao momento mais esperado por nós mulheres. Não existe uma única alma feminina que não ame a palavra Feirinha! Algo toma conta de nós e esquecemos de tudo. Nada mais importa. A ideia de várias (eu disse várias) barraquinhas uma do lado das outras com inúmeros itens (bolsas, roupas, utensílios de cozinha, quadros, bijuterias, etc) nos deixa imensamente felizes. 

Imaginem só a minha sorte. Cheguei em Curitiba no sábado à tarde e descobri que TODO DOMINGO tem a Feirinha do Largo da Ordem. Então, no dia seguinte, eu faria a minha atividade física preferida: caminhada em feirinhas ou shoppings.

Pois bem, pessoas.... Essa feira localiza-se no Largo da Ordem, o coração do Setor Histórico de Curitiba (especificamente no bairro de São Francisco). A feira foi criada em 1973 e acontece todos os domingos (das 8h às 15h). Ela abriga barracas por todo o local, nas quais a gente encontra arte, artesanato, comida típica italiana, biscoitos artesanais alemães, compotas, doces, roupas, bijuterias, jóias, e muitas lembrancinhas da cidade.
Eu adorei e voltei com as mãos cheias de sacolas para o hotel!

Barraca de biscoitos fenomenal. Olha eu  aí comprando o meu..rs
Se vocês percorrerem toda a extensão da feirinha vão encontrar essa tentadora barraca de biscoitos artesanais e confeitaria alemã. Acho que foi a que eu mais "sofri" para decidir o que iria comprar. A vendedora muito atenciosa deu-me provas de vários biscoitos, o que tornou minha escolha ainda mais árdua. Para vocês terem ideia, os biscoitos dissolvem na boca! Tem um que a massa é basicamente feita de castanha de pará. O valor dos biscoitos é a partir de R$12,00. Eu adorei e recomendo.
Se vocês quiserem saber mais ou até mesmo adquirir, entre no site deles CLICANDO AQUI! Entregam para todo o Brasil.

Vista do Largo da Ordem nos dias em que não tem a feirinha funcionando.

Não esqueça de apreciar a parte de histórica do Largo da Ordem, como a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, a Casa Vermelha, a Casa Romário Martins, o Bebedouro do Largo da Ordem, a Casa Hoffmann e o Solar do Rosário.

Por hoje é só pessoal! Até a próxima...

Eu sempre ouvi falar de alho-poró, mas somente depois do meu blog que passei a conhecê-lo de perto. Sabe aquela expressão "serve para comer, vestir ou passar no cabelo?", era a minha relação com o alho-poró. Não tinha ideia de como era, muito menos em que preparações usar. Muitas pessoas acham chique saber que você usou esse alimento.  Mas vou confessar que dá um certou "glamour" mesmo... Já dá um upgrade no nome da receita. Uma coisa é falar que fez batata gratinada ou outra coisa é batata gratinada com alho-poró. rs


Para quem nem sabe quem é o alho-poró vai uma breve apresentação. O alho poró é um vegetal que pertence à  mesma família que as cebolas e os alhos. Ele possui o sabor mais suave que a cebola, sendo muito utilizado na culinária francesa. Pode também ser utilizado cru em saladas.
Na aparência ele lembra a cebolinha verde, mas suas folhas são maiores e seus talos mais espessos. A parte comestível são os talos brancos. As folhas são aproveitadas para aromatizar caldos caseiros. O bulbo é jogado fora mesmo. O alho-poró pode ser preparado inteiro ou fatiado, refogado, cozido ao vapor ou assado. Também é ótimo para recheios de tortas, cremes, suflês, etc.

Agora todos vocês já conhecem esse vegetal. Ninguém vai ficar perdido quando alguém falar em alho-poró. Espero que gostem da receita. Básica e saborosa.
Até a próxima...


BATATA GRATINADA COM CREME DE QUEIJO E ALHO-PORÓ

(encontrei essa receita no site de receitas da GNT. Quer dar uma espiadinha? Clique AQUI)


  • 3 batatas grandes
  • 1 colher (sopa) rasa de manteiga
  • 1 talo grande de alho-poró
  • 300g de creme de leite (1 e 1/2 caixinha)
  • 50g de queijo parmesão ralado
  • salsa picada a gosto
  • sal a gosto
Cortar as batatas (já bem lavadas e com casca) em rodelas de aproximadamente meio centímetro. Organize as fatias de batatas em um refratário untado com manteiga.
Em uma panela refogue o alho-poró cortado em rodelas bem finas. Quando o alho-poró estiver bem macio, adicionar o creme de leite. Desligar o fogo e então adicionar o queijo parmesão e a salsa. Acertar o sal. Adicionar o creme às batatas já cortadas, cobrindo-as bem.
Levar ao forno preaquecido, 200ºC, por aproximadamente 40 minutos, ou até que as batatas estejam macias.

Quem quer fazer um bolo rápido e gostoso? Essa receita é ideal. O visual fica lindo e o sabor não fica atrás.   
Perfeito para lanche da tarde, uma festinha básica ou até mesmo para uma orgia alimentar. rs
Mais um bolo para a minha coleção.
Enjoy. Até...


BOLO REFRESCANTE DE LIMÃO

Massa:
  • 4 ovos separados
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1/2 xícara (chá) de amido de milho
  • 1 colher (chá) de raspas de limão
  • 1/2 xícara (chá) de leite morno
  • 1 colher (sopa) rasa de fermento em pó
Bata as claras em neve e vá adicionando as gemas uma a uma. Acrescente o açúcar aos poucos e, sem parar de bater, agregue alternadamente a farinha peneirada com o amido de milho e o leite. Depois de misturar bem, desligue a batedeira e adicione o fermento e as raspas.
Coloque em forma redonda (22cm) untada e enfarinhada e leve ao forno médio preaquecido (200ºC) por cerca de 30 min. Espere uns 10 minutos para desenformar e ao menos 1 hora para rechear.

Recheio e Cobertura:
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 1/2 lata de suco de limão
  • raspas de chocolate meio amargo para decorar
  • raspas de limão para decorar
Bata  leite condensado com o suco de limão no liquidificador por 5 min. Passe para uma tigela, agregue o creme de leite e leve à geladeira por pelo menos 2 horas.

Divida o bolo já frio em 3 discos. Recheie e cubra. Decore com raspas de chocolate e limão. Leve à geladeira por pelo menos 1 hora antes de servir.
Como eu disse em postagens anteriores... Curitiba é uma cidade repleta de atrativos. As próximas atrações que mostrarei vocês podem conhecer utilizando o ônibus do Linha Turismo (se você não leu sobre isso, basta clicar aqui) ou até mesmo chegar de outras formas como, ônibus comum, carro, a pé, de bicicleta, etc.. Mas ir a pé a todos esses lugares num mesmo dia é uma maratona!

Espero que gostem de conhecer mais um pouquinho de Curitiba através dos meus olhos. Enjoy.
Até a próxima.

1. Ópera de Arame: Foi inaugurada em 1992. Com estrutura tubular e teto transparente, a Ópera de Arame é um dos símbolos emblemáticos de Curitiba. Acolhe todo tipo de espetáculo, do popular ao clássico,e tem capacidade para 1572 espectadores. Em meio a lagos, vegetação típica e cascatas, faz parte do Parque das Pedreiras. Horário de funcionamento: Terça-feira a domingo, das 8:00 as 22:00h.




2. Bosque Alemão: Bosque em homenagem aos imigrantes alemães. Entre os destaques, a trilha de João e Maria, dos contos dos irmãos Grimm, a casa Encantada, o oratório Bach e a Torre dos Filósofos, com uma bela vista de Curitiba. Horário de funcionamento: Bosque - todos os dias, das 6h às 20h; Biblioteca infantil - todos os dias, das 9h às 17h; Hora do Conto - Sábado, domingo e feriado: 11h, 14h e 16h; Lanchonete - Segunda: 13:30h às 19h, Terça a domingo: 10h às 19h. Acesso gratuito à praça e biblioteca infantil. 



3. Bosque do Papa: Memorial da imigração polonesa é composto por sete casas feitas de troncos encaixados. Foi inaugurado em 1980, logo após a visita do Papa João Paulo II a Curitiba. O bosque também conta com trilha ecológica, ciclovia, palco, loja de artesanato e uma casa de chá ao estilo polonês. Horário de funcionamento: Bosque - Diariamente, das 6h às 20h; Memorial - Terça a Domingo, das 9h às 18h30.


4. Torre Panorâmica: Única torre de telefonia do Brasil com mirante aberto à visitação. Com 109,5 metros de altura, foi inaugurada em 1991 e é um dos pontos turísticos mais visitados de Curitiba. O mirante oferece uma vista de 360º da cidade. Horário de funcionamento: Terça a Domingo, das 10h às 19h.



5. Memorial Ucraniano: Localizado no parque Tingui, o Memorial Ucraniano é uma homenagem ao centenário da chegada dos pioneiros da etnia. Com cúpula de bronze, o memorial é uma réplica da Igreja de São Miguel, na Serra do Tigre em Mallet. Horário de funcionamento: Diariamente, das 8h às 18h.


6. Paço da Liberdade: Construção de 1916 com detalhes nos estilos neoclássico e art nouveau, antiga sede da Prefeitura de Curitiba. Foi restaurado, mantendo as características originais do edifício. Dentro é possível observar amostras da pintura original e trechos do sistema de escoamento de água através de pisos de vidro. Hoje é um espaço cultural com café, livraria, biblioteca, auditório e salas para exposições. É tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN. Nesse prédio ocorre anualmente a apresentação do coral na época do Natal. Horário de funcionamento: Terça a Sexta - das 10h às 21h; Sábado - das 10h às 18h; e Domingo - das 11h às 17h.



7. Museu Oscar Niemeyer (Museu do Olho): Maior e mais moderno museu do Brasil. Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o "olho" completa uma antiga obra que ele mesmo construiu, em 1976. Horário de funcionamento: Terça a Domingo, das 10h às 18h.




8. Parque Tanguá: Inaugurado em 1996, possui área total de 235 mil m² e faz parte do projeto de preservação do curso do Rio Barigui, juntamente com os parques Tingui e Barigui. Destacam-se no Parque duas pedreiras, unidas por um túnel de 45 metros de extensão, que pode ser atravessado a pé por uma passarela sobre a água. Possui ainda pista de cooper, ciclovia, mirante, lanchonete e o Jardim Poty Lazzarotto. Horário de funcionamento: Parque - Diariamente, das 8h às 18h; Bistrô - Diariamente, das 9h às 21h.

9.  Rua Visconde de Nácar: Ponto entre a Praça Osório, onde acontecem feiras temáticas, e a Praça Rui Barbosa, onde se localiza o Mercado Central. É próxima à charmosa Rua Comendador Araújo, que tem várias opções de compras.

10. Memorial Árabe: Situado na Praça Gibran Khalil, é uma construção moderna, inspirada nos povos do deserto. Seu interior abriga uma biblioteca.



Por hoje é só pessoal! Em breve mais postagens sobre Curitiba. Só que essas vão ser sobre o que mais gostamos: compras e gastronomia! :) 

Beijos


A culinária árabe é um termo que define as diversas culinárias regionais que existem no mundo árabe. Ela é uma das culinárias mais antigas e aromáticas do mundo. 
Comerciantes desde a antiguidade, os árabes popularizaram no Ocidente o consumo de produtos até então considerados como exóticos ou de luxo, como as especiarias, o café e o arroz. É comum o uso de hortelã, açafrão, gergelim, noz-moscada, cardamomo, etc. 
Eu amo a cozinha árabe! Os pratos são muito saborosos e geralmente são práticos.

A mjadra (lê-se mijadra) é uma preparação de origem persa muito consumida por sírios, libaneses, e judeus de origem árabe. Atualmente, conforme a região ou país, também é conhecido por kushari (no Egito) e mujaddara (na Síria). A mjadra era o "prato dos pobres". Popularizou-se na década de 40 e 50 do século passado, por conta das sucessivas guerras e migrações. A facilidade de sua conservação e do transporte de seus ingredientes - arroz e lentilhas - ajudou a difundi-lo, sobretudo em períodos de conflitos sociais.

Por hoje é só pessoal. Até...

Mjadra (Arroz com lentilha)
  • 2 xícaras (chá) de arroz lavado e escorrido
  • 1 xícara (chá) de lentilha lavada
  • 1 cebola grande finamente fatiada
  • 2 dentes de alho amassados
  • 3 colheres (sopa) de hortelã picadinha
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • sal
Modo de preparo:
  • Colocar as lentilhas para cozinhar em 4 xícaras (chá) de água ficarem quase macias.
  • Aquecer 1 colher de azeite e refogue o alho.
  • Juntar o arroz e refogar normalmente. Acrescentar as lentilhas pré-cozidas juntamente com a água.
  • Adicionar o sal a gosto e cozinhar até que o arroz e a lentilha estejam macios.
  • À parte, aqueça o restante do azeite re fogar a cebola até ficar transparente.
  • Quando o arroz e lentilha estiverem macios e secos, despejar a mistura de azeite e hortelã por cima.
  • Sirva-se quente.

Salada de Berinjela



  • 2 berinjelas
  • 1 pimentão vermelho
  • 2 tomates sem pele e sem sementes
  • 1 cebola em cubos
  • salsa e coentro picados
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 pimenta malagueta (opcional)
  • 1 colher (sopa) rasa de cominho
  • 1 colher de páprica
  • sal
Modo de preparo:
  • Corte as berinjelas em rodelas de cerca de 2 cm de espessura, e depois divida cada rodela em 4.
  • Corte o pimentão e os tomates em cubos de 2 cm.
  • Aqueça o azeite e doure levemente a cebola. Junte o pimentão e refogue por 5 minutos.
  • Adicione a berinjela, aguarde 5 minutos e acrescente o tomate e a pimenta. Tempere com sal a gosto, o cominho e a páprica. Tampe a panela e cozinhe por uns 10 minutos, mexendo de vez em quando.
  • Destampe a panela e deixe por mais 5 minutos no fogo. 
  • Agregue a salsa e o coentro e misture bem. Retire do fogo em 2 minutos.
  • Sirva morna ou fria. 
Jardim Botânico - ao fundo o Palácio de Cristal

 Um dos principais e mais visitados pontos turísticos de Curitiba é o Jardim Botânico. Ao pensarmos nesse local sempre visualizamos instantaneamente o Palácio de Cristal. Mas não se deixem enganar! O Jardim Botânico é isso e muito mais. Em seu interior nos deparamos com uma longa extensão de jardins ornamentados, um belíssimo chafariz, um lago e além disso, contamos com o Jardim das Sensações, o Museu Botânico, o Jardim de plantas nativas, o Espaço Frans Krajcberg e o Palácio de Cristal. Impressionados? Eu fiquei totalmente.
O mais interessante foi perceber que as famílias utilizam esse local para passar o final de semana com os filhos, o casal de namorados para curtir um momento a dois... Ou seja, lá não é apenas um ponto turístico. Ele faz parte do cotidiano dos cidadãos curitibanos.

O Jardim Botânico de Curitiba foi inspirado nos Jardins Franceses, sendo inaugurado em 1991, com uma área de 245 mil m². Seus jardins geométricos e a estufa em estrutura metálica, de 3 abóbadas, abriga espécies botânicas características da floresta atlântica. A estufa, também conhecida como Palácio de Cristal, baseia-se na arquitetura do palácio de cristal que existiu em Londres, no século XIX.

No Jardim das Sensações, o visitante percorre uma trilha de 200m, utilizando o tato e o olfato na percepção das plantas (possui placas em braille com informações botânicas).

No Espaço Frans Krajcberg, que fica ao redor da estufa, há uma exposição permanente de 114 esculturas do artista e ambientalista.

No Museu Botânico Municipal, possui um herbário de 310 mil plantas, mundialmente conhecido, com o maior número de gêneros e famílias de plantas no Brasil.

Horário de Visitação ao Jardim Botânico: Diariamente, das 6h às 21h (no verão) e das 7h às 20h (no inverno).

Horário de Visitação ao Museu Botânico Municipal: Herbário - de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h ininterruptamente. 

Lago que fica no Jardim Botânico

Palácio de Cristal - estufa de estrutura metálica com três abóbadas que abriga espécies botânicas de referência nacional.

Interior da estufa- espécies nativas, escada que leva ao segundo plano da estrutura metálica, a cachoeirinha.

Jardim das Plantas Nativas
Jardim das Sensações

 É pessoal. O Jardim Botânico é um dos locais que são visitados pelo ônibus da Linha Turismo que eu falei em outra postagem. Caso não tenha visto só é CLICAR AQUI.

Em breve outros pontos turísticos de Curitiba. Até a próxima...

Resolvi fazer uns biscoitinhos esses dias. Essa massa que escolhi é básica para biscoitos. Eles são perfeitos para um lanche da tarde.
Pode fazer de baunilha, de chocolate, mesclado, com ou sem recheio. Ou seja, com essa massa você tem muitas opções.

MASSA DE BISCOITO
  • 300g de açúcar
  • 600g de manteiga sem sal (gelada)
  • 900g de farinha de trigo
  • 4 ovos
  • raspas de 1 limão
  • 3 colheres (sopa) de essência de baunilha
* se desejar fazer massa de chocolate, substituir 150g de farinha de trigo por cacau em pó.

Modo de preparo: Bater o açúcar e a manteiga até obter um creme esbranquiçado. Adicionar os ovos e misturar. Acrescentar a farinha de trigo e bater bem. Acrescentar as raspas de limão e essência de baunilha. Misturar até obter uma massa cremosa. Levar à geladeira por 1h. Colocar a massa num saco de confeitar e formar vário biscoitos sobre uma assadeira. Levar ao forno à 180ºC até dourar.
Se quiser com recheio de geleia, colocar uma poção de geleia no centro do biscoito e levar ao forno na mesma temperatura. Desta forma, a geléia não vai umedecer o biscoito e ele vai ficar sempre crocante.

Oi pessoas,

Quanto tempo que não aparecia aqui nesse meu cantinho. Saudade! Estive fora devido a um congresso de nutrição, na cidade de Curitiba (Paraná). Claro que não fiquei por lá todo esse tempo. A questão é que tempo ausente significa trabalho acumulado na volta. Só que isso já foi resolvido e o blog voltou!
Como já disse, fui para um congresso, porém não deixaria de apreciar a cultura local ( dos recantos gastronômicas aos belos projetos arquitetônicos).
Apreciem esse guia de viagem por essa belíssima cidade brasileira!

Curitiba: "Cidade Sorriso", "Capital Ecológica do Brasil", "Capital das Araucárias".

Curitiba é um município brasileiro, capital do estado do Paraná, e considerada a cidade com melhor qualidade de vida do país. Fundada em 1693, a partir de um pequeno povoado, Curitiba tornou-se parada comercial importante na época. Em 1853, tornou-se capital da província do Paraná e desde então a cidade, conhecida pelas suas ruas largas, manteve um ritmo de crescimento urbano fortalecido pela chegada de uma grande quantidade de imigrantes europeus ao longo do século XIX, na maioria alemães, poloneses, ucranianos e italianos, que contribuíram para a diversidade cultural que permanece até hoje.

Curitiba é uma cidade famosa internacionalmente pelas suas inovações urbanísticas e o cuidado com o meio ambiente. A cidade foi citada em uma recente pesquisa publicada pela revista Forbes, como a 3ª cidade "mais esperta" do mundo, que considera esperta a cidade que se preocupa, de forma conjunta, em ser ecologicamente sustentável, com qualidade de vida boa infraestrutura e dinamismo econômico.

Curitiba tem muitas coisas para você curtir e se divertir. Tem mais de 30 parques e bosques lindos para você passear, observar as flores e os animais e experimentar sensações incríveis. Tem monumentos e praças inspirados nas diversas etnias que ajudaram a povoar a cidade. Tem muitas feiras livres, feiras de artesanato, o Mercado Municipal e o Mercado de Orgânicos, onde você encontra presentes e delícias. Tem museus, o Paço da Liberdade, a Capela Santa Maria e muitos outros espaços de arte e cultura. E, para você sentir e viver Curitiba, tem a Rua das Flores com seus cafés, lojas e agitação, e a Praça Tiradentes, com seu piso transparente revelando o calçamento do século XIX.


O QUE FAZER?

1. Linha Turismo

A Linha Turismo é uma linha de ônibus especial , double-decker, que circula nos principais pontos turísticos de Curitiba. Com ela, é possível conhecer os parques, praças e atrações da cidade. Considerada uma das melhores do país, a Linha Turismo circula a cada 30 minutos, percorrendo aproximadamente 45 km em cerca de  2 horas e 30 min. 

O roteiro começa na Praça Tiradentes, mas é possível iniciar o trajeto em qualquer um dos pontos.
Para embarcar você compra uma cartela com 5 tíquetes no valor de R$ 25,00 e tem direito a um embarque e quarto reembarques (ou seja, você pode escolher 4 dentre os 24 pontos turísticos para poder descer do ônibus, apreciar o local e depois pegar o próximo ônibus da linha turismo que passar).

Passear nesse ônibus é muito gostoso. Ao entrarmos no ônibus recebemos um folheto que possui explicações sobre os pontos turísticos que passaremos durante o trajeto. Além disso, o ônibus possui em seu interior vários autofalantes por onde são emitidas informações sobre as atrações (vale ressaltar que as explicações são em português, espanhol e inglês).

Quem quiser dicas de locais para ir e muito mais, procurar o guia turístico Henrique na Praça Tiradentes. Ele nos informa sobre tudo que queremos saber e o que nem pensamos em querer saber.

Guia turístico Henrique - um excelente profissional para te auxiliar sobre Curitiba

Funcionamento: Terça a Domingo.

Roteiro: 


Horários de Saída:

1. Praça Tiradentes
Primeiro Horário: 09h00
Último Horário: 17h30

2. Ruas das Flores
Primeiro Horário: 09h06
Último Horário: 17h36

3. Museu Ferroviário
Primeiro Horário: 09h20
Último Horário: 17h50

4. Teatro Paiol
Primeiro Horário: 09h27
Último Horário: 17h57

5. Jardim Botânico
Primeiro Horário: 09h36
Último Horário: 18h06

6. Estação Rodoferroviário/ Mercado Municipal
Primeiro Horário: 09h43
Último Horário: 18h13

7. Teatro Guaíra/ Universidade Federal do Paraná
Primeiro Horário: 09h49
Último Horário: 18h19

8. Paço da Liberdade
Primeiro Horário: 09h51
Último Horário: 18h21

9. Passeio Público/ Memorial Árabe
Primeiro Horário: 09h52
Último Horário: 18h22

10. Centro Cívico
Primeiro Horário: 09h55
Último Horário: 18h25

11. Museu Oscar Niemeyer
Primeiro Horário: 09h57
Último Horário: 18h27

12. Bosque do Papa/ Memorial Polonês
Primeiro Horário: 10h00
Último Horário: 18h30

13. Bosque Alemão
Primeiro Horário: 10h11
Último Horário: 18h41

14. Universidade Livre do Meio Ambiente
Primeiro Horário: 10h15
Último Horário: 18h45

15. Parque São Lourenço
Primeiro Horário: 10h25
Último Horário: 18h55

16. Ópera de Arame/ Pedreira Paulo Leminski
Primeiro Horário: 10h28
Último Horário: 18h58

17. Parque Tanguá
Primeiro Horário: 10h31
Último Horário: 19h01

18. Parque Tingui
Primeiro Horário: 10h38
Último Horário: 19h08

19. Memorial Ucraniano
Primeiro Horário: 10h42
Último Horário: 19h12

20. Portal Italiano
Primeiro Horário: 10h47
Último Horário: 19h17

21. Santa Felicidade
Primeiro Horário: 10h56
Último Horário: 19h26

22. Parque Barigui
Primeiro Horário: 11h04
Último Horário: 19h34

23. Torre Panorâmica
Primeiro Horário: 11h09
Último Horário: 19h39

24. Setor Histórico
Primeiro Horário: 11h17
Último Horário: 19h47


Aguardem nas próximas postagens informações sobre cada ponto turístico do trajeto Linha Turismo.







Já fazia um tempo que queria começar a postar receitas para diabéticos. Às vezes as pessoas portadoras dessa doença privam-se de comer muitas coisas por medo da glicemia descontrolar (a taxa de açúcar no sangue ficar muito alta), mas é possível ter prazer na alimentação e estar sempre dentro da dieta.

Esse bolo ficou uma delícia. Fiz para  comemorar o aniversário de 81 anos de minha avó. Como ela é diabética, não gostaria que ela se privasse de nada. O bolo foi aprovadíssimo por ela e toda a família. Se eu não tivesse falado, nem saberiam que era uma receita diet.

Se alguém quer controlar a glicemia (ou seja, a quantidade de açúcar no sangue) esse bolo é perfeito. Mas se só quiser saborear uma bela receita à base de maracujá também não irá arrepender-se.

Em breve mais receitas diet.

Boa semana. Até...


BOLO DE MARACUJÁ DIET

Massa
  • 2 ovos
  • 2 colheres (sopa) de adoçante dietético em pó, próprio para forno e fogão
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 1/2 colher (sopa) de fermento em pó
  • margarina para untar a forma
Mousse
  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor
  • 4 colheres (sopa) de água
  • 1 xícara (chá) de suco de maracujá
  • 3 colheres (sopa) de adoçante dietético em pó, próprio para forno e fogão
  • 1 xícara (chá) de água
  • 2 claras em neve
Cobertura
  • polpa de 2 maracujás
  • 1/2 xícara (chá) de água
  • 2 colheres (sopa) de adoçante dietético em pó, próprio para forno e fogão
  • 1 colher (sopa/ rasa) de amido de milho
Decoração - Chantilly Caseiro Diet (Opcional)
  • 1 colher (sopa) de gelatina em pó sem sabor
  • 30 colheres (sopa) de água fria
  • 18 colheres (sopa) de leite em pó desnatado
  • 3 colheres (sopa) de adoçante dietético em pó, próprio para forno e fogão
  • 5 colheres (sopa) de suco de limão
MODO DE PREPARO

Massa: Bata as claras em neve na batedeira. Com ela ainda ligada, adicionar as gemas e o adoçante. Desligue e junte a farinha e o fermento. Misture delicadamente. Coloque a massa em uma fôrma redonda de aro removível untada. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC por aproximadamente 7 minutos.

Mousse: Hidrate a gelatina com 4 colheres (sopa) e leve ao forno micro-ondas por 15 segundos para dissolver. Junte o adoçante, o suco de maracujá e a água. Leve para a geladeira até tomar consistência de clara de ovo. Retire da geladeira e acrescente delicadamente as claras em neve. Despeje sobre a massa assada e fria, e leve novamente para gelar.

Cobertura: Em uma panela coloque a polpa de maracujá, a água, o adoçante e o amido de milho. Leve ao fogo para tomar consistência cremosa. Deixe esfriar e cubra o bolo.

Decoração: Hidratar a gelatina na água. Levar ao forno micro-ondas por 15 segundos para dissolver. Acrescentar o leite em pó, o adoçante e o suco de limão. Misture até que todos os ingredientes estejam incorporados, tampe o recipiente e leve ao freezer por 20 minutos. Retire, coloque num saco de confeitar e decore ao redor do bolo.

Fonte: Inspirei-me na receita de bolo de maracujá diet do site Diabetes, Vida e Comunidade.


Sobremesa ideal para momentos de pressa, mas que você quer impressionar!
Se aparecer alguma festinha em que cada pessoa tem que levar alguma coisa, você pode levantar a mão e dizer que vai levar uma sobremesa fantástica. Chega de só levar refrigerante né...
Podem confiar. Receita sem mistérios.

Enjoy! Até a próxima...



  • 400g de chocolate meio amargo picado
  • 3 xícaras (chá) de doce de leite cremoso
  • 2 caixinhas de creme de leite
  • 1 xícara (chá) de coco ralado
  • 1 xícara (chá) de amendoim torrado e picado
  • 1 pacote de biscoito wafer sabor chocolate ligeiramente picado
Em uma tigela, derreta o chocolate em banho-maria ou no micro-ondas e reserve metade. Misture o restante do chocolate derretido com o doce de leite cremoso, 1 e 1/2 lata do creme de leite, o coco ralado e o amendoim até ficar homogêneo. Espalhe o creme em um refratário médio. Reserve.
Misture o restante do creme de leite (1/2 caixinha) ao chocolate derretido reservado. 
Espalhe o biscoito picado sobre o creme no refratário e, por cima, distribua o chocolate derretido misturado com o creme de leite. Leve à geladeira por 2 horas antes de servir.

Dica: Você pode substituir o chocolate meio amargo por chocolate branco ou outro de sua preferência na mesma quantidade. Além disso, pode incrementar o doce e adicionar frutas picadas como uva ou morango.
Carne Assada com parte dos legumes cozidos

Carne assada e creme de legumes. Essa receita já proporciona o prato principal e a guarnição. Melhor impossível! Ninguém quer ficar quebrando a cabeça na hora de montar o cardápio do dia né? Será que a carne combinaria com o quê? Aposto que todas já se fizeram alguma vez essa pergunta. Nesse caso não há mistério. Você faz de uma vez só as duas coisas: a carne assada o creme de legumes.
Retirei essa preparação do livro Carnes Vermelhas, da Coleção A Grande Cozinha, da Abril Coleções. Não fiz a receita na íntegra por falta de alguns ingredientes (abobrinha, salsão e alecrim), mas mesmo assim ficou uma delícia. Recomendo a coleção. Se quiser dar uma olhadinha, clique aqui.

Creme de Legumes

CARNE ASSADA COM CREME DE LEGUMES
  • 1,2kg de acém sem osso
  • 400g de batatas bolinha
  • 3 cenouras grandes
  • 2 cebolas grandes
  • 5 dentes de alho
  • 1/2 litro de caldo de legumes (2 cubos de caldo de legumes dissolvidos em 1/2 litro de água fervente)
  • 1/2 xícara (chá) de vinho branco seco
  • 1 ramo de manjericão
  • azeite a gosto
  • pimenta-do-reino a gosto
Modo de preparo:

Lavar o manjericão. Picar fininho e reservar.

Amarre firmemente a carne com um barbante e esfregue um pouco de sal nela (eu usei tempero completo). Doure-a numa panela com um pouco de azeite e os dentes de alho descascados. Adicione o vinho e deixe evaporar em fogo alto.

Acrescente o caldo de legumes já quente e as ervas aromáticas. Ajuste a pimenta-do-reino. Tampe e deixe cozinhar em fogo baixo por cerca de 1 hora e meia, despejando mais líquido se o cozido começar a secar.

Enquanto isso, lave e descasque as batatas, as cenouras e as cebolas. Corte todos os legumes em pedaços, exceto as batatas. Junte-os à carne e cozinhe por mais 1 hora.

Quando estiver quase pronto, retire os legumes da panela. Bata metade no liquidificador ou mix para obter um creme. Se quiser pode adicionar caldo do cozimento.

Retire o barbante da carne e corte-a em fatias. Arrume-as no prato de servir, disponha os legumes. Em uma outra travessa disponha o creme de legumes ou se quiser pode colocar colheradas sobre a carne.



É pessoal,

Volto com mais uma receita para fazer parte da Série "EU USO MEU MICRO-ONDAS". Vocês podem pensar que pudim é uma preparação muito básica, que não tem nada de especial em postá-la. Porém, eu duvido que alguém consiga fazer um pudim em apenas 20 minutos. Além disso, banho-maria nem existe nesse caso!
Para quem quer trazer a praticidade pra sua vida, essa receita é perfeita. Não pensem que o sabor ou a textura do pudim fica diferente. É idêntico ao feito no forno. A diferença é o tempo que poupamos e a facilidade na hora do preparo.
Ultra recomendado por mim! Depois de testarem não vão mais querer outra vida.

Enjoy!

PUDIM DE LEITE CONDENSADO NO MICRO-ONDAS
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 1/2 lata de leite
  • 4 ovos
  • 1 colher (chá) cheia de amido de milho
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 1/2 xícara (chá) de água
Modo de Preparo

Calda: Colocar em uma fôrma para pudim, de vidro, o açúcar e a água. Mexer um pouco para dissolver. Levar ao forno micro-ondas, Potência ALTA, por 12 minutos. Retirar a fôrma e caramelizá-la com a calda (ir rodando até cobrir todas as partes da fôrma).

Massa: Bater o leite condensado, o leite, os ovos e o amido de milho.Colocar a massa na fôrma já caramelizada. Levar ao forno micro-ondas, Potência ALTA, por 6 minutos. Depois deixe por mais 2 minutos, na Potência Média.
Esperar esfriar um pouco. Desenformar e levar à geladeira.

OBS: Quem não tiver a fôrma de vidro para pudim, somente a de plástico: Faça a calda à parte, em algum refratário para micro-ondas. Caramelizar, então, a fôrma de plástico e colocar a massa. Levar ao forno micro-ondas conforme explicado acima.
Eu coloquei essa observação, porque nas fôrmas de plástico não pode ser feito caramelo.