Açúcar de Baunilha


Então pessoal...

Como disse antes, na postagem sobre favas de baunilha, há a possibilidade de fazer essência de baunilha e açúcar de baunilha. É muito mais jogo fazer! Principalmente o açúcar, porque comprar ele pronto é uma facada na sua carteira (é caro e vem pouca coisa).

Não pensem que é complicado fazer o seu próprio açúcar de baunilha. Basta ter as favas!
Lembrem-se que apesar do preço das favas ser um pouco caro, a receita acaba sendo econômica devido a quantidade de açúcar que se prepara com elas.

No livro do Jaime Oliver, O chef sem mistérios, ele ensina a fazer o açúcar e dá dicas, como não comprar favas de baunilha secas e duras. O ideal é comprar as rechonchudas, pegajosas e moles. Já que o que queremos é passar o sabor da baunilha para o açúcar.

É isso. Vamos às favas!

AÇÚCAR DE BAUNILHA
  • 1 Kg de açúcar branco refinado
  • 4 favas de baunilha
Pegar um processador de alimentos ou um liquidificador. Colocar as favas de baunilha no processador e triturar. Raspar as laterais do recipiente e triturar de novo. Adicionar todo o açúcar e processar por cerca de 2 minutos. Peneirar a mistura em uma tigela, colocar eventuais pedaços de volta ao processador e triturar mais uma vez (Você deve repetir esse processo se quiser um açúcar bem fino). O resultado será uma mistura de coloração levemente cinzenta.
Guardar em um recipiente hermético. Deve durar anos. 

7 comentários:

  1. Hola Carol guapa tu

    es una bona manera de tenir un bon sucre amb aroma...humm

    mil petonets i un BON ANY Susanna

    ResponderExcluir
  2. A baunilha, palavra que importamos do espanhol (vainilla) e cuja tradução é vagenzinha, ou vagem pequena. É melhor chamar baunilha mesmo!
    Tem um cheiro muito bom e deve ser porque é, tipo, fruto de um tipo de orquídea. Se uma orquídea é uma coisa maravilhosa, seu fruto não poderia deixar de ser. Tudo com baunilha é bom...
    bolo de côco, de aipim, de fubá, de abacaxi, pudins e manjares, ou seja é uma coisa boa mesmo.
    O espanhol chamava vainilla como sinônimo de favas porque frijolles ficaria difícil de adaptar para o português.
    Conta a história que um ALEMÃO chamado Manoel Joaquim ao conversar com seu amigo, espanhol JUAN, viu que ele carregava uma pequena vagem na mão:
    - Aintão Ruan o questais a carregaire
    Juan muito gentil
    - Bueno hermano, tengo en mis mano un frijol.
    O alemão falou
    - Tu me dixest quisto é FEIJÃO?
    E o Juan com paciência...
    - No mis hermano, és un tipo de haba
    A alemão si pois a rire...
    - Ai Jizus! Que aba éiésta se não estás a segurare um chapéu...
    Juan, ainda paciente:
    - Hermanito, esto és un tipo de especia que hace que la comida sepa mejor.
    O alemão ainda rindo...
    - Bamos RUAN, não estou a tentendere... O que é isto afinal? Parfume?
    E Juan calmamente:
    - No caro hermano, és una vaina pequeña que nosotros llamamos VAINILLA.
    O alemão se rindo mais ainda...
    - Aintão bamos usaire esta tua bainilha na comida porque a bagem pequena de Maria cheira mal!

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol,
    Tem razão. Fazer açúcar baunilhado em casa é mais vantagem.
    Bj,
    Lylia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que levar em conta o custo X benefício...
      bjs

      Excluir
  4. Alvaro Caetano
    ++++++++++++++++++++++++
    a piadinha foi sensacional, ahahahahaahahahahahahha!!

    ResponderExcluir