Embalada por essa deliciosa canção da Roberta Sá & Trio Madeira, intitulada Cocada, fiquei com uma vontade enorme de fazer esse doce. Porque? Ouçam a música e entenderão.

Só que eu não queria fugir da minha meta atual: usar o micro-ondas. Então lá vai uma proposta de cocada feita neste eletrodoméstico. Receita 100% aprovada. A cocada foi simples de fazer, ficou úmida e o sabor espetacular.

Por hoje é só pessoal. Inté...


Ingredientes:

  • 1 vidro de leite de coco
  • 250g de açúcar
  • 1 pacote de coco ralado (100g)
  • 1 colher (sopa) de margarina
  • 2 ovos inteiros
  • 2 gemas
  • 6 cravos
Modo de Preparo:
  1. Bata bem os ovos e as gemas até ficarem espumosos. Junte o coco ralado e reserve.
  2. Num refratário fundo coloque o leite de coco, o açúcar, o cravo e a margarina. Leve ao forno micro-ondas por 15 a 20 minutos, Potência ALTA, até ficar uma calda não muito grossa. Mexa a cada 4 minutos.
  3. Junte então os ovos batidos com o coco ralado. Mexa bem e volte ao micro-ondas por 2 a 4 minutos, Potência ALTA, até engrossar.
  4. Esperar esfriar e servir.

É imprescindível que saibamos técnicas de congelamento, porque desta forma evitamos desperdícios e aprendemos a facilitar nossas vidas na cozinha. Espero que gostem deste tema. É um dos treinamentos que faço com manipuladores de alimentos. :)



TÉCNICAS DE CONGELAMENTO DE ALIMENTOS

O congelamento é o melhor método para preservar os alimentos em seu estado natural. Em muitos casos, após o descongelamento é até impossível adivinhar que o alimento esteve congelado. O congelamento paralisa a atividade dos microorganismos interrompendo os processos vitais, naturais ou de degeneração dos alimentos, e estes permanecem em estado de suspensão até o descongelamento. 


  • Organização
  • Aproveitamento de sobras
  • Programação
  •  Imprevistos
  • Economia de tempo
  • Economia de dinheiro 


  • Escolha sempre alimentos de primeira qualidade pois o congelamento não melhora o estado, aparência e sabor do alimento, apenas mantém suas características.
  • Congele alimentos no período da safra a título de economia.
  • Não cozinhe senão o tempo necessário.
  • Congele tudo absolutamente frio.
  • De prioridade ao congelamento de alimentos mais perecíveis.
  • Não recongele nenhum tipo de alimento, pois perde sabor e qualidades nutritivas.
  • O alimento pode ser recongelado se mudar de estado. Ex: Carne crua congelada, se for assada, novamente poderá ser congelada.
  • Coloque rótulos ou etiquetas de identificação do alimento.
  • Empacote e embrulhe os alimentos muito bem. 
  • É importante a retirada do máximo de ar dos pacotes. 
  • Os alimentos devem ser protegidos do frio para não desidratarem.
  • Mantenha um caderno de anotações com relação dos alimentos armazenados no freezer, contendo localização no freezer e vencimento.




MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA O CONGELAMENTO


Embalagens flexíveis: sacos plásticos de polietileno (atóxicos), Rolopac (folhas de plástico aderente), papel alumínio, fôrmas e bandejas de alumínio descartáveis, papel impermeabilizado (parafinado ou papel-manteiga).

Embalagens rígidas: recipientes rígidos (Tupperware ou outro tipo de plástico), pirex ou louça refratária, caixas ou bandejas de isopor, potes de vidro, forminhas de gelo.

Complementos necessários: bombas para extrair ar, presilhas de arame recobertas com plástico, fitas auto-adesivas, seladora, etiquetas auto-adesivas, fichas ou cadernos.


DESCONGELAMENTO

É muito importante o bom descongelamento para que se tenha um bom resultado. O descongelamento pode ser feito na própria embalagem, na geladeira ou na temperatura ambiente, só devendo ser aberto depois de descongelado. Alguns pratos prontos e os vegetais congelados em geral, podem ser levados diretamente ao forno ou fogão, sem maiores preocupações. A utilização de água diretamente sobre o alimento para apressar o descongelamento é prejudicial pois a água retirará elementos essenciais do produto, causando sensíveis danos (há perda de proteínas).

ALIMENTOS QUE NÃO DEVEM SER CONGELADOS
  • Todas as verduras de folhas (alface, agrião, almeirão, rúcula, etc.)
  • Pepino, rabanete, tomate cru
  • Qualquer legume que se pretende consumir cru (em salada por exemplo)
  • Batatas
  • Claras cozidas ou em neve
  • Aves recheadas
  • Maionese
  • Pudins cremosos
  • Gelatinas
  • Ovos na casca
  • Cremes
OBS: Dependendo do emprego destes alimentos com outros produtos de uma receita, não sofrem alteração e poderão ser congelados.



CONGELAMENTO DE VEGETAIS E LEGUMES

Quase todos os vegetais podem ser congelados, com exceção daqueles que são consumidos em saladas cruas. Podem ser congelados na sua maioria em pratos prontos (cozidos e refogados), escaldados ou branqueados (pré cozidos), e alguns podem ser congelados crus. O processo de escaldar ou branqueamento permite que os vegetais conservem suas características originais com sabor, cor, além de retardar a ação de enzimas e o desenvolvimento de algumas bactérias responsáveis pela deterioração do produto, além de estabilizar vitaminas. Ao prepararmos vegetais e legumes para congelar temos que levar em conta alguns itens:
  • Escolher vegetais frescos, tenros e de boa qualidade
  • Lavar cuidadosamente
  • Conservar no refrigerador (geladeira) até o seu preparo
  • Branquear (ou escaldar)
  • Esfriar rapidamente
  • Empacotar em sacos de polietileno, em potes plásticos ou em outra embalagem, de onde o ar é retirado ao máximo
  • Rotular
Para a realização do branqueamento propriamente dito, leve ao fogo uma panela contendo água para cobrir aproximadamente 500g de vegetais. Quando a água estiver fervendo coloque no seu interior uma peneira contendo o vegetal já limpo. Evite cortar o vegetal em pedaços muito pequenos para que ele não perca muitas vitaminas. Quando a água recomeçar a ferver, contar o tempo prescrito para o branqueamento. Retire a peneira e mergulhe-a em uma bacia contendo água fria e pedras de gelo, para que o resfriamento ocorra rapidamente. Escorra os vegetais, seque-os e mais possível e embale extraindo o ar. Rotule.

TABELA PARA ESCALDAR VEGETAIS



VEGETAL
OBSERVAÇÕES
TEMPO DE ESCALDAMENTO (em minutos)
ABÓBORA
Cortar em pedaços
3
ACELGA

1 e 1/2
AIPO (SALSÃO)

4
ALCACHOFRA
Colocar uma colher de chá de limão na água
5
ALMEIRÃO

3
ALHO-PORÓ

4
ASPARGO

3
BETERRABAS

5 a 8
BRÓCOLIS
Deixar de molho por 15 min em água com sal, antes de escaldar
5
CASTANHAS

4
CEBOLAS

2
CENOURAS

3 a 5
COGUMELOS
Deixar de molho por 10 min em água e limão, antes de escaldar
3 a 5
COUVE-DE-BRUXELAS
Deixar de molho em água e sal por 1/2 hora antes de escaldar
3 a 5
COUVE-FLOR
Cortar em pedaços, deixar de molho por 1/2 hora em água e sal, antes de escaldar
3
ERVILHAS FRESCAS

1 e 1/2
ERVILHAS TORTAS

3
ESPIGAS
Devem ser escaldadas inteiras
3 a 8
ESPINAFRE

2
FEIJÃO FRESCO

3
MANDIOQUINHA

1
MOSTARDA

2
NABO

2
PALMITO
Guardar em água e limão
3
PIMENTÃO

2
QUIABO

2
REPOLHO

2
VAGEM

2



OBS: Os legumes e vegetais relacionados acima reagem satisfatoriamente ao processo de pré-cozimento, todavia, existem algumas exceções que devem ser observadas quanto a alguns vegetais que podem ser congelados crus ou já cozidos
Alho: acondicionado em vidros ou caixas plásticas moído ou picado. Pode-se guardar puro ou imerso em óleo. 



Cebola: picá-las ou cortá-las em rodelas. Congelar em aberto. Em seguida acondicioná-las em recipientes rígidos ou sacos plásticos. Pode-se também dar uma leve dourada em óleo frio e congelá-las.  

Cogumelos: deixá-los de molho numa solução de água com limão ou vitamina C durante 10 minutos. Em seguida, fritá-los durante 4 minutos com um pouco de manteiga e quando estiverem resfriados, guardá-los em vidro com a água que juntou durante a fritura. 


Batata: a batata é um tanto imprevisível, às vezes mudando de sabor, cor e textura. Pode-se congelá-las pré-fritas. Corta-se em fatias grossas e se frita parcialmente, sem sal, em óleo que as cubra, sem deixar dourar. Esfrie e embale para o freezer. 


Salsa: pode ser congelada em aberto e acondicionada em vidros, caixinhas ou sacos plásticos. Pica-se depois de bem seca. Pode também ser congelada em cubos de gelo com água. 

Temperos verdes: mesmo sistema que a salsa. 

Pimentão: pode ser congelado cru. 

Mandioca: pode ser congelada crua, descascada, lavada e bem seca, ou cozida bem firme, com ou sem sal. 

Tomates: cortá-los em pedaços ou cozinhar com pouca água até que amoleçam. Esmagá-los ou passar no liqüidificador e peneira. Colocar em forminhas de gelo ou em vidros de boca larga ou recipientes que facilitem sua retirada. 

Tempo de armazenagem: de 8 a 12 meses. 

Descongelamento:
Os legumes e vegetais devem cozinhar ainda gelados com um pouco de água. Cozinhar os vegetais branqueados menos tempo que os vegetais frescos. Coloca-se sal no início do cozimento. Pode também descongelar em panela de pressão com 2 minutos de fervura. Os vegetais usados em ensopados vão direto para a panela, junto com os temperos ou molhos. Quando usados em saladas, devem ser mergulhados na água borbulhando, com sal. 




            
            Utilize frutas de melhor qualidade, maduras, frescas e sem manchas. Podemos congelar frutas ao natural, com açúcar ou com calda de açúcar. Independente do método usado, todas as frutas devem ser bem lavadas em água gelada, sem casca e sem sementes. As frutas congeladas não são indicadas para serem consumidas ao natural, mas são ótimas para doces em calda, geléias, purês, sucos, etc. Normalmente, as frutas pequenas são congeladas inteiras e as grandes em fatias. 

Congelamento ao natural

            As frutas vão diretamente ao freezer, sem passar por nenhum preparo especial. 

Congelamento com açúcar
            Esse método é usado em frutas que fazem o seu próprio suco. Corta- se as frutas em fatias e arruma-se em recipientes rígidos, intercalando camadas de frutas e açúcar. A quantidade de açúcar pode ser a gosto, porém subentende-se que quanto mais ácida a fruta, use-se mais açúcar. Uma média seria 1/2 xícara de açúcar para 3 xícaras de frutas. Pode-se também usar vitamina C ( ácido ascórbico em pó) e açúcar, na proporção de 1/2 colher de chá dissolvida em 4 colheres de água para 1/2 quilo de frutas. 


Congelamento com calda
            Esse método é empregado em frutas de pouco caldo ou que escurecem facilmente quando cortadas. As frutas cortadas são colocadas em recipiente rígido e cobertas com a calda já fria, deixando-se o espaço de expansão. A calda pode ser suave, média ou grossa. Para uma calda suave usa-se 2 xícaras de açúcar para 4 xícaras de água, média usa-se 3 xícaras de açúcar para 4 xícaras de água e grossa, 4 xícaras de açúcar para 4 xícaras de água. Certas frutas, além da calda, precisam também de vitamina C, usada na proporção de 1/2 colher de chá para 1 litro de calda.





Abacate: batido ou amassado, sem açúcar, com limão. 


Abacaxi: em fatias, ao natural ou em calda. 

Ameixa: descascar, cortar ao meio ou pedaços, tirar os caroços, ao natural, com açúcar ou com a calda. 

Amoras: inteiras, ao natural ou com açúcar 

Cerejas: tire os caroços, ao natural. 

Coco: aos pedaços ou ralado, ao natural ou com açúcar. 

Damasco: descasque tire o caroço e corte em fatias, com açúcar ou calda. 

Figos: descascados, em pedaços ou inteiros, ao natural ou em calda. 

Jabuticaba: inteiras, sem lavar, ao natural. 

Jaca: separe os bagos, tire os caroços, ao natural. 

Laranjas e Limão: em gomos, sem peles, sem sementes, ao natural. 

Maçã: descasque, retire as sementes. Ferva por 3 minutos em água e suco de limão, seque, congele com açúcar ou calda. 

Manga: descasque, corte em fatias, com açúcar ou calda. 

Melão: em fatias, ao natural. 

Morangos: inteiros, ao natural, com açúcar ou calda. 

Frutas oleaginosas: nozes, avelãs, amêndoas, etc., é só tirar as cascas e congelar em pequenas porções. 

Frutas cristalizadas: só embalar em sacos de polietileno. 

Purês e geléias: congelam muito bem e é uma maneira de se aproveitar frutas bem maduras em bom estado. Adoce ou não. 

Sucos: todos os sucos ficam muito bons. Podem ser congelados com ou sem açúcar. Coloque em forminhas de gelo para congelar e depois de firmes acondicione os cubinhos em sacos plásticos. 

Tempo de Armazenagem: de 8 a 12 meses. 

Descongelamento: 

A fruta deve ser consumida antes de estar totalmente descongelada, caso contrário, haverá alteração de sabor e textura. Pode ser descongelada na geladeira ou temperatura ambiente. 


Recebi essa novidade da Mococa -molho sabor estrogonofe e sabor quatro queijos. Quem quer praticidade, não há coisa melhor. Basta comprar e conferir.

Até...


Continuando a série de receitas EU USO MEU MICRO-ONDAS... Mais uma sobremesa rápida e deliciosa. Para que complicar se podemos facilitar! Esse quindão fica pronto em poucos minutos.
Tenho certeza que a vida de muitos vai mudar depois de perceber que o micro-ondas é um aliado nessa vida corrida de cidade grande.
Enjoy! Até a próxima...



  • 5 ovos inteiros
  • 5 gemas
  • 2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
  • 400g de açúcar
  • 1 pacote de coco ralado (100g)
  • 1/2 xícara (chá) de água morna
Modo de preparo:
  1. Hidrate o coco na água morna.
  2. Coloque então todos os ingredientes, inclusive o coco, no liquidificador e bata por alguns segundos [se quiser pode utilizar o mix]
  3. Untar um refratário (pode ou não ser de anel) com margarina e polvilhar com açúcar.
  4. Colocar a massa no refratário e levar ao micro-ondas para assar. POTÊNCIA ALTA, por 10 minutos.
  5. Desenforme morno e polvilhe coco ralado.
DICA
Para congelar: Desenforme e congele em aberto e depois embale em plástico aderente. Leve ao freezer, pode ficar congelado por até 6 meses.
Para descongelar: Coloque por algumas horas na geladeira ou acelere seu descongelamento, colocando no forno micro-ondas por 5 minutos, Potência descongelar.

Esse foi um dos motivos que me manteve um poco ausente do blog esse mês. recebi uma encomenda de 200 cupcakes para um casamento. A noiva pediu que utiliza-se a cor vermelha (porque foi a cor que escolheu para a decoração do casamento) e usa-se corações/ flores na decoração dos cupcakes. O resultado final dá para conferir nas fotos. Gostaram?
O recheio era de brigadeiro ou doce de leite.
Beijos





Esse mês de setembro está bem agitado. Acho que perceberam né? Poucas postagens. Mas em breve volto a minha vida normal. Por exemplo, hoje terminei de fazer 200 cupcakes (encomenda para um casamento) - em breve vocês verão as fotos. Ou seja, estou completamente exaurida.
Por causa deste panorama... Nada como uma sobremesa gostosa e rápida de fazer. Para isso eu alço mão do micro-ondas (um dos meus grandes parceiros). Muita gente só usa esse eletrodoméstico para esquentar água e fazer pipoca. Um GRANDE ERRO. Recomendo que tentem fazer essa receita. Depois me digam o que acharam.
Até...


BRIGADEIRÃO DE MICRO-ONDAS
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 1 xícara (chá) de chocolate em pó
  • 1/4 xícara (chá) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de manteiga ou margarina
  • 3 ovos inteiros
  • chocolate granulado para enfeitar
Colocar todos os ingredientes na batedeira (ou liquidificador) e bater por alguns segundos.
Untar bem uma forma de anel, colocar a mistura e levar ao forno micro-ondas por 6 a 8 minutos . Potência alta.
Desenforme morno, enfeite com chocolate granulado.


Tem coisa melhor do que chegar do trabalho, encontrar uma caixa com o nosso nome estampado e ao abrir deparar-se com uma linda tigelinha para tomar cereal + um pacote de flocos de cereais? 
Esse cereal é um novo lançamento da Nutry. Possui 42% de cereais integrais, sendo então uma fonte de 10 tipos de vitaminas e ferro.
O melhor é que dá pra consumir de diversas formas diferentes. Com iogurte, com frutas, ou colocar no seu suco de frutas. Além disso, também pode fazer um delicioso mingau.

Quer conhecer mais sobre a Nutry? Entre no Portal Eu Quero Viver Bem.

Beijão. Bom final de semana.

Nem sempre quero comer um bolo confeitado, com recheio, cheio de alegorias e adereços. Tem vezes que o bolo básico, para apreciar apenas o sabor da massa, é o que desejo. Esse tipo de bolo  é perfeito para um café da manhã ou lanche da tarde.
Resolvi testar uma receita de bolo de iogurte da revista Prazeres da Cozinha. Fiquei satisfeita. Massa leve e fofa, sem sabor ácido residual. Além disso, fica uma crosta de açúcar e canela na superfície.
Até...

BOLO DE IOGURTE
  • 1 copo de iogurte natural
  • 1/2 copo (do iogurte) de óleo
  • 2 copos (do iogurte) de açúcar
  • 2 copos (do iogurte) de farinha de trigo
  • 4 ovos
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de canela em pó
Bater todos os ingredientes, exceto o fermento, por 3 a 4 minutos [pode usar batedeira ou liquidificador]. Adicionar o fermento e bater por mais 30 segundos. Untar e enfarinhar uma forma (24 cm), de aro removível, com margarina e farinha de trigo. Colocar a massa na forma e polvilhar a 1/2 xícara (chá) de açúcar misturada com a canela sobre a massa. Levar ao forno preaquecido (180ºC) por 40 minutos. Desenforme ainda quente. Pode servir quente ou frio.

Como não curtir uma receita que tem Ovomaltine como ingrediente? Impossível!
Nessas minhas andanças pelos blogues alheios, deparei-me com essa tentação no Blog Receitas de Herança. É um espaço com receitas estupendas, vale a pena conferir.

Pois bem.... Aproveitando que eu tinha todos os ingredientes em casa, fui à cozinha preparar essa perdição. Foi vapt vupt. Em pouco tempo estava saboreando um brownie delicioso. Só faltou uma bola de sorvete de creme para acompanhar.
Até a próxima.

BROWNIE DE OVOMALTINE
  • 125g de chocolate meio amargo picado
  • 1 xícara (chá) cheia de margarina
  • 1 xícara (chá) bem cheia de açúcar mascavo
  • 2 ovos
  • 1 xícara + 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 2 1/2 colheres (sopa) de cacau em pó
  • 1/2 xícara (chá) de ovomaltine
  • 1/2 xícara (chá) de chocolate meio amargo em pedaços pequenos
  • ovomaltine para polvilhar (opcional)
Unte com margarina uma forma quadrada de 20 cm e forre-a com papel alumínio, deixando uma sobra dos lados da forma (formando tipo uma alça). Unte bem o papel alumínio com margarina. Coloque o chocolate e a margarina em uma vasilha e leve ao micro-ondas até derreter (ou coloque em uma panela e leve ao banho maria até derreter). Deixe esfriar. Acrescente o açúcar mascavo e os ovos, misture bem para incorporar. Peneire a farinha de trigo, o cacau e o fermento sobre essa mistura de chocolate. Junte ainda o ovomaltine, e misture bem ate obter uma massa homogênea. Acrescentar os pedaços de chocolate e incorporar. Despeje a massa na forma e polvilhe o ovomaltine. Leve ao forno pré-aquecido (180ºC) por 35 minutos. Deixe o brownie esfriar na forma, só então retirar do papel alumínio pelas "alças".

Obs: Não deixe assar demais, pois o brownie precisa ficar macio. Se deixar muito tempo no forno, ele fica seco.




No facebook, eu curti o site Receitinhas e recebo diariamente várias receitas (salgadas e doces)... Dia desses, surge em minha página principal a foto de quadradinhos de paçoca que são muito rápidos de fazer. Isso é unir a fome com a vontade de comer.
A paçoca de amendoim é um doce tradicional brasileiro. É muito comum nas épocas festivas (como festas juninas e Semana Santa).
Quem quer apreciar uma paçoquinha e não ter trabalho nenhum, anote e faça essa receita. Essa é uma opção boa por demais.



  • 1 pacote de biscoito maizena
  • 250g de amendoim torrado e moído
  • 1 lata ou caixinha de leite condensado
  • Manteiga para untar
Triture o biscoito até obter uma farinha. Coloque em uma vasilha, acrescente o amendoim e o leite condensado. Misture bem e amasse até formar uma pasta.
Espalhe em uma forma retangular untada com manteiga. Leve à geladeira por 2 horas, corte em quadradinhos e sirva gelada.
(No site do receitinhas, sugerem passar no açúcar cristal).



Comida caseira é aquela feita sem firulas, sem rebuscamentos... É a tradicional, feita de forma simples, com ingredientes ao alcance de qualquer um.  Esse bolo de carne com molho de tomate e grão de bico é um exemplo de uma perfeita comida caseira. Essa receita tem ou não tem cara de prato de domingo com a família toda reunida?
Creio que uma salada verde e arroz branco são ótimos acompanhamentos.
Não tenham receio de tentar fazer. É como se fosse uma almôndega grande...rs
Vai ser sucesso garantido. Baseei-me na receita do livro Revolução na Cozinha do Jamie Oliver, porém fiz algumas alterações em função do que tinha em casa.



BOLO DE CARNE ASSADO


Para 4 - 6 pessoas

Para o bolo de carne
  • 1 cebola média
  • azeite de oliva
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 1 colher (chá) rasa de cominho em pó
  • 1 colher (sopa) de coentro
  • 12 cream crackers
  • 2 colheres (chá) de orégano seco
  • 2 colheres (chá) de mostarda
  • 500g de carne moída de boi
  • 1 ovo grande

Para o molho
  • 1 cebola média
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher (chá) de páprica doce
  • 2 colheres (sopa) de molho inglês
  • 400g de grão de bico já cozidos [deixar de molho em água, depois aferventar para tirar a espuma e em seguida cozinhar em panela de pressão por 20 minutos]
  • 1 caixa de polpa de tomate
  • 2 colheres (sopa) de vinagre balsâmico
  • cheiro-verde
Para preparar o bolo de carne
  1. Preaquecer o forno na temperatura de 200ºC.
  2. Descascar  e picar a cebola finamente.
  3. Colocar uma frigideira sobre fogo médio com 2 fios de azeite e uma pitada de sal e pimenta-do-reino.
  4. Adicionar o cominho e o coentro.
  5. Fritar. mexendo de vez em quando, até que a cebola fique ligeiramente dourada.
  6. Transferir a cebola para uma tigela e esperar esfriar.
  7. Esmagar os biscoitos cream crackers até obter uma farelo fino. Acrescentar o farelo de biscoito à tigela de cebolas frias com o orégano, a mostarda e a carne moída.
  8. Adicionar o ovo e misturar bem.
  9. Temperar com sal e pimenta-do-reino.
  10. Moldar a mistura de carne no formato de um cilindro [porém não deixar muito fino].
  11. Esfregar azeite na bola de carne, colocar numa travessa e levar ao forno preaquecido por 30 minutos. 
Para preparar o molho
  1. Descascar e picar a cebola.
  2. Descascar e fatiar o alho.
  3. Colocar a cebola, o alho em fogo médio, em uma panela, com 2 fios de azeite.
  4. Adicionar a páprica, uma pitada de sal e de pimenta-do-reino.
  5. Cozinhe por cerca de 7 minutos, mexendo de vez em quando até que fique ligeiramente dourado.
  6. Adicione o molho inglês, a polpa de tomate, o vinagre balsâmico e o grão-de-bico.
  7. Deixar ferver, depois abaixar o fogo e cozinhar por 10 minutos em fogo brando.
  8. Provar o molho e temperar com sal e pimenta-do-reino.
Para terminar
  1. Espelhar colheradas do molho com grão-de-bico ao redor da bola de carne.
  2. Salpicar cheiro verde.
  3. Retornar com a travessa ao forno por 25 minutos.
  4. Servir.