Berinjela ao Forno


Na minha infância e adolescência, eu simplesmente detestava berinjela! Sempre ficava um amargor na boca quando comia, além do aspecto dela pronta parecer de uma lesma atropelada.
Até que no meu aniversário de 18 anos, em uma pousada, resolvi provar no almoço uma parada que estava à milanesa. Não adianta falarem, mas sempre que vou viajar eu abro o meu comedor e dou prejuízo. Eu meio que "passo o rodo" em tudo que oferecem. Provo todos os itens que meu estômago suporta!
Então, provei "a parada" à milanesa e adorei. Achei fantástico! Como gostei e repeti, resolvi perguntar para um dos funcionários da pousada o que era. Para minha surpresa, ele informou que era berinjela.
Minha vida mudou depois desta revelação! Ao voltar para casa, comprei uma revista de receitas nas bancas somente sobre berinjela. Fazia cada receita para degustar: berinjela à parmegiana, moussaka, berinjela recheada, antepasto de berinjela...
Depois desse dia, eu virei uma verdadeira aficionada por berinjela e descobri que ela só fica amarga ou parece uma lesma atropelada se a pessoa não sabe prepará-la.
Moral da história: nem tudo é o que parece.

Por hoje é só pessoal. Apreciem essa deliciosa berinjela ao forno. Hasta pronto!

BERINJELA AO FORNO
  • 2 berinjelas descascadas e picadas
  • 4 xícaras (chá) de água
  • 3 colheres (sopa) de vinagre
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 cubo de caldo de legumes
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • 2 colheres (sopa) de cebolinha
  • 4 ovos
  • 125g de requeijão
  • margarina e farinha de trigo para untar e enfarinhar

Em uma tigela, coloque a berinjela de molho em 3 xícaras (chá) de água com o vinagre por 25 minutos. Em uma panela, junte o azeite, a berinjela, o caldo de legumes e a água restante. Mexa bem para dissolver o caldo e cozinhe em fogo médio, até a berinjela amolecer. Retire do fogo e acrescente o queijo ralado e a cebolinha. Com um garfo, em uma tigela, bata os ovos com o requeijão e misture a berinjela que estava na panela. Despeje a mistura em um refratário médio, untado e enfarinhado. Levar ao forno médio, preaquecido, por 20 minutos ou até dourar.

11 comentários:

  1. Respostas
    1. E ela é muito apetitosa, Luisa. Recomendo testar. Depois diga-me o que achou. bjs

      Excluir
  2. Adoro berinjela, mas meu marido e meu filho não comem de jeito nenhum. Vou fazer qualquer dia esta receitinha tua, que está com uma carinha maravilhosa, e comer tudo sozinha.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui também era assim, Érica. Mas fui fazendo receitas e aos poucos a família foi gostando. No início o meu irmão comia os recheios e abandonava a berinjela, quando era uma torta deste tipo eu nem dizia que tinha. Hoje, todos adoram comer qualquer coisa que tenha berinjela.
      Quem sabe também funciona na sua casa...
      Bjs

      Excluir
  3. Hummm Carol, que delicia essa sua sugestão, adoro beringela e esta será mais uma forma de a utilizar. Obrigada pela receita


    beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, Mariana. Como você também é fã de berinjela, aposto que vai adorar essa receita.
      Bjs

      Excluir
  4. Carol, a receita é supreendente pelos poucos ingredientes. Aqui todos adoram berinjela, fiquem curiosa mesmo com a receitinha.
    Beijos
    Fabiola

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiola,
      Ela é simples né? Faça sim. Vai adorar.
      Bjs

      Excluir
  5. lol:) aspecto de lesma esmagada?? lol, lol...
    Adorei a receitinha, tem muito bom aspecto..
    bjus
    Cila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila,

      Eu precisava dizer a verdade sobre o aspecto de lesma..rs
      Que bom que gostou da receita. Se fizer depois diga-me o que achou.
      Bjs

      Excluir
  6. Berinjela.
    Brinjela
    Brijela.
    Já ouvi tudo o que foi forma de se falar esse legume que era a comida preferida meu trinca-ferro passáro que cuidei até morrer, (no caso ele).
    Acho que era porque ele encontrava sempre umas lagartinhas dentro...
    Não sei se ele sentia a coceira no bico, mas todas as vezes que terminava de comer raspava o bico na madeira em que se apoiava. Também, convenhamos, ele não tinha como me dizer que a coisa coçava.
    E se ele tentasse me contar o que sentia eu teria que falar o piupiuzês porque essa é a língua oficial dos pássaros, ou fazer mímica com as asas.
    Dífícil entender!
    Aliás, por falar em entender, me ocorre a lembrança de um cientista russo Iuri Alexandov ligando para seu colega FRANCÊS Manoel Joaquim.
    - Colegov Manoel Joaquim, boa tardov. Aqui é seu colegov Iuri Alexandov.
    - Boas tards culega Iuri nuqposso ajudá-lo?
    - Estou ligandov para avisar que detectamosov um movimento sísmico em suas terras e o epicêntro vai estar na cidadov de Coimbrov por estes dias.
    - Ai Jisus!!! Muitobrigado amigo, bamus nos precaver!
    Depois alguns meses, estranhando o silêncio de seu amigo francês, Iuri resolveu ligar novamente...
    - Boa tardov Manoel como foi resolvidov o movimento sísmico em suas terras?
    - Bem amigo. Consiguimus identificaire, localizaire e prendeire o tal do Epicêntro. Apósh algumash horash de turtura ele confissou ser o líder do movimento sísmico. Só não liguei antesh para ti porque tivemos um terremoto filho da mãe aqui na cidad...

    Vai entender...
    Tudo isso por causa de uma berinjela....

    ResponderExcluir