Cookies de Aveia e Passas




Aqui em casa, cookies são muito apreciados (até a minha poodle adora!). Vira e mexe procuro fazer novas versões para mudar o sabor. Os ingredientes escolhidos desta vez foram aveia e passas (tinha bastante aqui em casa).
O lance dos cookies é poder criar. Veja o que você tem em casa e faça o que der na cabeça. O bom dos cookies é que depois da primeira fornada, a gente pode avaliar se deu certo. Se algo deu errado basta fazer alguns ajustes. A tragédia sempre pode ser evitada!

Por hoje é só, pessoal.

Ah...Querem saber o rendimento? Muitos muitos muitos cookies. Como esqueci de contar e a galera de casa não dorme no ponto... Acho que renderam em torno de 50.

Enjoy!

COOKIES DE AVEIA E PASSAS
  • 300g de aveia em flocos
  • 500g de açúcar
  • 350g de farinha de trigo
  • 2 ovos
  • 1 colher (chá) de canela em pó
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 250g de passas
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
  • 125 g de manteiga derretida
  • 4 colheres (sopa) de leite

Misture todos os ingredientes, a aveia por último. Forrar um tabuleiro com papel manteiga (caso não tenha é só untar com manteiga ou margarina). Colocar a massa, no tabuleiro, com auxílio de uma colher. Mas não coloque muito junto, porque a massa se espalha um pouco durante o cozimento.
Asse os cookies no preaquecido a 190ºC por 10 minutos.
Espere os cookies esfriarem para retirá-los do tabuleiro.

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Belinha.
      Ah.. Parabéns pelo seu sucesso hein. Está arrasando!
      Bjs

      Excluir
  2. Adoro este tipo de bolinhos, sabem sempre tão bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Luisa. Achei-os bem nutritivos também.
      bjs

      Excluir
  3. Eu gosto muito de biscoitos.
    Trago todos os dias um pacote desses que tem gergelim para ficar beliscando durante o período de trabalho.
    Como divido com meus colegas, estou emagrecendo porque esta dieta me faz beber mais água e comer menos no almoço.
    Não tenho pudores nem preferências por biscoitos. Pode ser qualquer um, doce ou salgado, com ou sem recheio, que eu dou aquela sulapada no bicho e o empurro pela garganta.
    Só como de um em um para fingir que sou educado porque senão eu comeria vários de uma só vez, mas, na verdade, eu queira era ficar com a boca bem cheia de não conseguir nem falar.
    Acho que as nutricionistas deveriam estudar isso, afinal, apesar de estar um pouco acima de meu peso, meus exames de sangue são GENIAIS. Tudo absolutamente NORMAL, para desespero delas, dos cardiologistas e de outros médicos!
    E, agora, comendo biscoitos e perdendo peso não há, para elas, uma explicação que justifique isso.
    Pode ser que o meu metabolismo seja algo diferente por conta do sono em que vivo constantemente. Durmo na van que me leva ao trabalho. Durmo no trabalho (trancado no banheiro). Durmo no ônibus que volto para casa e, para completar, durmo em casa também. Afinal, ninguém é de ferro e preciso dormir para descansar.

    Mas eu tenho o sono muito leve, e numa noite dessas notei que havia alguém andando sorrateiramente no terraço de minha casa. Levantei em silêncio e fiquei acompanhando os leves ruídos que vinham lá de fora, até ver uma silhueta passando pela porta de vidro do quarto. Como minha casa é muito segura, com trancas internas nas portas, não fiquei muito preocupado, mas é claro que eu não ia deixar um ladrão ali, espiando tranquilamente.
    Liguei baixinho para a polícia:
    - Alô, quero informar que há um ladrão em minha casa (dei o meu endereço)
    O Tenente que atendeu me fez as seguintes perguntas:
    - O senhor pode me informar se o ladrão está armado? Ele está dentro de sua casa?
    Achei a pergunta estranha e respondi
    - Se ele estivesse aqui dentro eu não estaria ligando porque ou estaria amordaçado ou morto...
    O Tenente meio que impaciente respondeu.
    - Bem cidadão, o problema é que não temos nenhuma viatura por perto para lhe ajudar, mas vou ver se posso mandar alguém assim que for possível.

    Um minuto depois liguei de novo e disse com a voz bem calma:
    - Olá "seu" Tenente, eu liguei há pouco porque tinha alguém no meu terraço. O senhor não precisa mais ter pressa! Eu já matei o ladrão com um tiro da escopeta calibre 12, que tenho guardada em casa para estas situações. Putz, o tiro fez um estrago danado na cabeça do cara e voou pedaços dele para tudo quanto é lado!

    Nem bem havia desligado e menos de três minutos depois já estavam na minha rua cinco carros da polícia, um helicóptero, uma unidade do resgate, uma equipe de TV e a turma dos direitos humanos, que não perderiam isso por nada neste mundo.
    Equipes do Bope desceram de rapel e prenderam o ladrão em flagrante, que ficou olhando tudo com cara de assombrado. Talvez ele tenha pensando que tinha entrado na casa do Comandante da Polícia.

    No meio do tumulto, enquanto eu saboreava os cookies de aveia de passas, um tenente se aproximou de mim e disse:
    - Foi o senhor que ligou? Pensei que tivesse dito que tinha matado o ladrão...

    Eu respondi:
    - Pois eu pensei que tivesse dito que não havia ninguém disponível.

    ResponderExcluir
  4. Ola!
    Tudo bem?
    Amei a receita! O gosto ficou MUITO BOM!! Só tive um problema... os cookies viraram um bolo! Não sei o que houve, nos 5 minutos finais eles juntaram muita agua e se uniram cobrindo toda a forma.
    Você tem alguma luz para me dizer onde eu errei? Foi a minha primeira receita de cookies,rs.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Flavia.
      Estou tentando entender o que aconteceu. Acredito que não tenha sido água, mas a gordura da manteiga. Você colocou a quantidade certa? Além disso, é bom colocar pequenas porções de massa. Porque elatende a se expandir um pouco e se colocar muita massa tudo acaba grudando.
      A primeira vez nunca é fácil. Persista.

      Bjs

      Excluir